sábado, 21 de janeiro de 2012

The Mask

Gênero: Ação
Ano: 1995
Fabricante: THQ Inc/Black Pearl
Quem foi criança na década de 1990 e não ouviu falar de Stanley Ipkiss, sua carreira fracassada como funcionário de banco e seu cachorro Mailon que atire a primeira pedra. Se nunca ouviu falar, que tal “O Máscara”? Lembra alguma coisa na sua infância? Sim, meus amigos. Sucesso nas telonas em 1994 e diversão garantida nas manhãs da TV Globo em Bambuluá, o Máscara chegou um ano depois para seus fãs donos de Super Nintendo. Totalmente baseado no filme homônimo, o jogo ficou bastante conhecido entre a criançada por dois motivos: era o Máscara ali, claro, e sua dificuldade absurda.

Como de costume, naquela época eu ia à locadora de games às sextas para alugar 3 cartuchos para o fim de semana. Para a minha surpresa, pouco tempo depois de assistir ao filme, fui informado que novos jogos haviam chegado à locadora e entre eles estava The Mask. Sim, o meu filme preferido à época ganhara um jogo e eu estava sedento para jogar e zerá-lo.

Depois de chegar em casa, assoprar o cartucho e ligar o console, fui surpreendido novamente por um jogo visualmente agradável, com músicas que me relembravam o filme e animações idem. Os cenários, de certa forma, também me faziam lembrar do filme que assistira incontadas vezes em poucos meses – sim, eu alugava e realugava o mesmo filme várias vezes. O maldito relógio despertador estava lá - o martelo usado pelo Máscara para destrui-lo também –, as luvas vermelhas de boxe, a metralhadora, as caras e piadas. Tudo remetia ao filme, menos uma coisa.

Em poucos minutos de jogatina The Mask se revela um jogo difícil. O problema é que essa sensação de dificuldade não vem dos desafios ou dos seus inimigos, mas da forma como ele foi feito. Cada vez que você dá uma martelada em um despertador irritante daqueles, ou que você sai quebrando tudo em forma de tornado, você consome pontos reservados para esses “especiais”. Irritado com os despertadores frexados, ou sem paciência de derrotar aquele inimigo que solta tiros para cima e para baixo, você acaba usando os “especiais” indiscriminadamente. Você só pode fazer três coisas sem gastar os tais pontos: andar, pular e socar – o que não é muito efetivo.

Resultado: 5 das 6 fases do jogo possuem um chefão no final e por mais que você “economize” seus pontos de especial, você nunca terá o suficiente para vencê-los. Isso porque os ditos pontos são limitados a 500 e por mais que você pense que são muitos, na hora do desespero perceberá que não servem para quase nada. Das duas, uma: ou você é muito paciente para lidar com os movimentos apelões dos chefes e os derrota com soquinhos, ou morre e volta para o último checkpoint e recomeça a luta distribuindo martelada aqui e acolá.

Para aumentar mais ainda a dificuldade, o jogo não dispõe de métodos que permitam o jogador salvar o jogo, nem mesmo os famigerados passwords. Se você acabar com todas as suas vidas, volta para a primeira fase. E não, não adianta aumentar a quantidade de vidas e nem diminuir a dificuldade nas opções – o jogo continuará te sacaneando, do jeito que o Máscara faria.

Apesar do sentimento de frustração causado por suas limitações, The Mask entrega o que promete. A fidelidade ao bom filme é algo que para a época surpreende: algumas músicas da trilha sonora nos remete a momentos específicos do filme – como no Coco Bongo, última fase do jogo –, os movimentos do personagem foram muito bem elaborados e as animações estão exatamente iguais às do filme. A jogabilidade também é outro aspecto positivo. Em poucos minutos você já estará familiarizado com os controles e com a “física” do jogo sem maiores problemas.

The Mask é o típico jogo que levou desafio a seus jogadores, fazendo-os perder horas e horas para chegar à última fase – algo bem difícil, até para os dias de hoje. A sensação que fica ao jogá-lo novamente é a de saudade – das locadoras, de personagens da nossa infância e de jogos baseados em filmes que, apesar de limitados, eram muito bons. Sim, apesar dos pesares, The Mask é um bom jogo sim. Que alguém segure ele!


Créditos Review: Sérgio Oliveira

Download (rom traduzida em português): Clique Aqui!

12 comentários:

  1. cara eu descobri outro ataque do mascara que nao gasta pontos de especiais é só vc ir correndo(pressionando R e <- ou ->) e aperta a tecla direcional p baixo ae o mascara vai deslisar no chão como se tivesse patinando muito show eu baixei esse jogo

    ResponderExcluir
  2. COMO QUE PEGA O MAILON NA PRIMEIRA FASE? SE ALGUEM SOUBER MANDA E-MAI PARA maxx_lipe@hotmail.com por favor obrigado

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o jogo!! Para zerar mesmo, ou passar os chefões mais fáceis, só achando o Mailon em cada fase.

    ResponderExcluir
  4. Como assim 500 pontos cara? Nunca pegou o Mailon? Demora pra achar todos, mas ele está disponível em todas as fases (só não lembro se tem naquela fase do esgoto, mas acho que tem sim) e adiciona 50pts a mais na vida e nos pontos para especiais. Se não me engano você chega no chefão final com 900pts de cada, o que faz toda diferença.
    Já a questão do ser difícil, não achava não, quer dizer, nem tanto.. Só usar o soco nos inimigos, algumas vezes o martelo e a rasteira já servia pra passar. O segredo era fazer movimentos rápidos! Correr para esquerda e para a direita enquanto socava os inimigos te salvava de pegar aqueles 'M's e no chefão final era só matar o chefão com a metralhadora. Quer dizer, me lembro bem o suficiente que o único chefão que não morria na metralhadora era aquele da fase da prisão, daí tinha que usar aquela buzina. XD

    ResponderExcluir
  5. Eu zerei esse jogo só pq eu tinha os codigos duma revista minha:
    Menu secreto

    Na tela de título entre em Options.
    Faça a sequência A, B, X, Y, L, R, L, A, B.
    Aparecerá um novo item no menu: Cheat Options.

    ResponderExcluir
  6. Cara parabéns pelo blog, virei fã já, já li vários artigos hehe
    Eu tava pensando em comprar essa fita, o que me impede é justamente o fato dele ser tão difícil e eu acabar desanimando kkkk
    Mais uma vez, parabéns, vou acompanhar o blog sempre daqui pra frente!

    ResponderExcluir
  7. Gente, como ele tira um monte de armas e atira?? Help me !!! Y____Y"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segura para CIMA e aperte A.

      Excluir
  8. Respostas
    1. Segure para CIMA e aperte X (X do controle de SNES, triângulo do PlayStation ou Y do Xbox)

      Excluir
  9. Tem como jogar no snes9x

    ResponderExcluir

Lembrando que as suas visitas e agradecimentos são o nosso incentivo, ajude-nos a divulgar o blog... A sua ajuda é muito importante para nós!! E não se esqueça de add nosso blog aos seus favoritos!