segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Teenage Mutant Ninja Turtles 4 - Turtles in Time MSU-1


Quando olhamos para os últimos games baseados na nova animação das Tartarugas Ninja, chegamos a nos esquecer que um dia houve bons jogos das Tartarugas no passado. Games estes, todos baseados na temporada antiga das Tartarugas, simplesmente nos deleitavam. Não devido a técnicas apuradas de jogo e belos visuais, mas sim com uma dinâmica simples e divertida de jogo, além de muita criatividade e imaginação dos produtores, mas o que era bom acaba de ficar melhor, eis que, graças ao romhacker DarkShok, temos a versão MSU-1 do jogos das Tartarugas.

As músicas originais de Turtles in Time são boas, muito boas por sinal. Cada uma tem total compatibilidade para com os cenários que são escutadas, ou com cada momento vivido, se bem que normalmente, as músicas só se alteram durante um cenário, quando é hora de enfrentarmos o chefe da fase.

A nova versão em MSU-1 conta com um estilo rock and roll, indo ao encontro do ritmo frenético do jogo. Tudo isso foi possível graças ao desenvolvimento  do chip especial MSU-1 - feito por Byuu -, que possibilita inserir vídeos e áudios com qualidade de CD nos jogos de SNES.
Confira o resultado:

Você pode jogar no diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador BSNES

Download (rom patcheada): Clique Aqui! 
Download: (emulador bsnes): Clique Aqui! 


Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "tmnt4_msu1".  

Para jogar pelo emulador BSNES, descompacte e abra o arquivo "tmnt4_msu1" presente dentro da pasta descompactada.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Protoman 21XX

 
Gênero: Aventura
Ano: 2014
Fabricante: Capcom
Hacked: XStuff 

A história de Protoman começa antes mesmo da história de Mega Man. Foi o primeiro robô humanoide com inteligência artificial similar à humana desenvolvido pelo Dr. Light, muito antes dos acontecimento de Mega Man 1, em 200X. Por ser um protótipo, o primeiro de uma linha de criações, Protoman foi o teste da tecnologia de seu criador. Foi uma experiência. Deste modo, sua criação não foi perfeita. Logo alguns defeitos de manutenção e da geração de energia foram detectados por Dr. Light, que pretendia proceder com os devidos consertos.
Protoman recusou-se a ser consertado. Por ser o primeiro, também não existiam outros robôs com personalidade tal como a sua. As outras criações de Dr. Light eram apenas máquinas sem IA, e sendo assim, nunca conseguiu interagir com nenhum outro de sua espécie. Ao ouvir a proposta de manutenção de seu criador, Proto imaginou que ao ser desmontado para conserto, deixaria de ser ele próprio, perderia sua identidade e se transformaria em mais um robô comum, sem personalidade.

Diante da insistência de Dr. Light para ser consertado, Protoman então decidiu fugir do laboratório e sair para o mundo, tornou-se um andarilho solitário, viajando por vários locais. Eventualmente, os avisos de seu criador se concretizaram. Algum tempo depois, seu sistema de geração de energia sofreu uma pane e ele se desligou. Morreu por um tempo

 O nome original de Protoman, nas versões japonesas, é Blues. Foi alterado na versão ocidental por motivos óbvios, pois ele é vermelho. No entanto, a rima dada por Kenji Inafune, o criador da série, para o nome dos personagens se perdeu. Como é de conhecimento, o nome original de Megaman era Rock (depois Rockman ao receber armas) e sua irmã chama-se Roll, como continuou para esse lado do Pacífico. Desta maneira, ao conceber o irmão da dupla Rock e Roll, seu protótipo, o nomeou de Blues. Blues é um gênero musical criado nos Estados Unidos no início do século XX - parente do Jazz - e é considerado o berço do Rock'n Roll. Foi no Blues que os percursores do Rock, como Chuck Berry, Do Diddley e Jerry Lee Lewis se formaram musicalmente.

Alguns anos de sua "morte" se seguiram até que seu corpo, sem "vida", foi encontrado por Dr. Wily, e reativado pelo já ex-assistente de seu criador. Com ódio de Light por ter sido uma construção incompleta, aceitou se submeter a uma atualização pelo grande vilão desde que sua personalidade e memórias fossem mantidas. Recebeu um capacete e um visor para que conseguisse esconder sua identidade de seu criador. Com o anonimato também recebeu armas, e se tornou um robô de combate, Infelizmente, seu corpo não estava preparado para tal atividade, e foi necessário também utilizar um escudo para evitar danos maiores devido a sua fragilidade, o que também o obrigou a desenvolver um estilo de luta próprio, baseado em atirar e correr.

No final de 200X, Dr. Wily acenou uma reconciliação com Dr. Light, que voltaram a trabalhar juntos para construir o super-robô Gamma, além de novas oito unidades robóticas para guardarem determinadas peças-chave de  bandidos. Durante os trabalhos, os guardiões se rebelam e fogem com os componentes, impedindo que Gamma fosse completado. E liderando os rebeldes estava Protoman, escondido sobre uma máscara e utilizando o nome de Break Man.

Seus encontros com seu irmão, Megaman, durante as batalhas, e a traição final de Dr. Wily abriu os olhos de Protoman. Ao término da última batalha, a fortaleza do vilão veio abaixo, com destroços caindo atingido Wily e Megaman. No último segundo, Proto entra em cena e resgata seu irmão da morte certa, o deixando inconsciente no laboratório onde ambos haviam sido criados. Diante deste evento, Dr. Light reconhece o assobio característico e revela finalmente a identidade do salvador: irmão de Megaman e Roll.

Após o resgate final dos últimos eventos, Protoman definitivamente entrou para o hall dos grandes heróis da Capcom. Quando alguns anos mais tarde o renomado cientista russo Dr. Cossack se rebelou contra a humanidade, Megaman estava prestes a exterminá-lo quando, novamente no instante decisivo, Protoman apareceu com Kalinka. Kalinka era a filha de Cossack que havia sido raptada por Wily, que havia chantageado seu pai para que ele criasse os novos robôs e enfrentasse Light. Com a intervenção de Proto, Megaman descobriu a trama e pôde combater o real inimigo.
Logo depois ocorreu talvez o principal fato da vida de Protoman: Dr. Light foi raptado em seu laboratório e um cachecol amarelo deixado no local, indício de quem seria o responsável pelo sequestro. Megaman saiu em investigação encontrando face a face o raptor, tentou negociar mas foi brutalmente atacado. Quando estava prestes a ser morto foi salvo pelo seu irmão mais velho - que se encontrava também aprisionado por Wily - expondo que quem havia sequestrado Light era, na verdade, Dark Man, um robô criado por Wily capaz de se transformar em Protoman. Ainda assim, nosso herói continuou a proteger seu irmãozinho, o ajudando a escapar da destruição da fortaleza do vilão.
A partir daí, Protoman se afasta um pouco da ação, se limitando a dar conselhos ou ítens ao seu irmãozinho enquanto ele enfrentava as ameaças de Dr. Wily. Em uma oportunidade desenvolve uma breve amizade com Duo, o policial espacial que cai na Terra em busca da Evil Energy.

No entanto, quando o robô King desejou criar um país livre de humanos, Protoman tomou forte atitude e tentou enfrentar o chefão sozinho, sendo brutalmente derrotado, todavia. Ainda assim não desistiu e retornou em seguida para uma revanche, sendo capaz de destruir o forte escudo de King, que impedia Megaman e Bass de atacarem o vilão. Ainda nesses eventos, Protoman invade o esconderijo de Dr. Wily, destruindo os planos para a construção de um novo e mais forte robô King, aproveitando também para dar uma lição de moral em Bass.
Depois de muito tempo de paz, vários robôs enlouquecem pelo mundo e Dr. Wily reaparece incriminando Dr. Light por transformar o mundo em um caos. Megaman retorna em cena para lutar, sendo observado de perto por Protoman, que tentou avisá-lo das armadilhas do vilão. Mesmo assim, o irmão mais novo decidiu correr o risco; Protoman finge que deixa o local, mas retorna para salvá-lo nos instantes finais.

Mesmo sendo um dos ativos na última das campanhas contra Dr. Wily na crise da gripe robótica Roboenza, Protoman deu sinais de que já encontrava desgastado e não está mais na melhor forma. Diferentemente de seu irmão caçula, que conseguiu enfrentar todos os perigos sem dificuldades, Proto acabou se infectando com o vírus - sendo salvo, numa inversão da tradição, por Megaman.
E, mais alarmante, ao final de Mega Man 2: The Power Fighters, Dr. Light volta a falar com Protoman sobre o defeito de sua construção, lá nos idos de 199X, que prejudica sua geração de energia e causa extremo sofrimento, oferecendo ajuda mais uma vez, que, obviamente, é recusada. Nosso herói diz que tem mais coisas a fazer e vai embora...

Como a maioria dos personagens, Protoman não aparece na série Mega Man X em 21XX, mas seu final parece mais próximo que o dos demais. O que será de Protoman no futuro?

Então, o futuro é agora, eis que agora e possível matar a saudade e jogar com o Protoman em uma romhack criada por XStuff, a qual foi realizada com base no jogo original Mega Man X. Além da modificação do personagem, houve alterações nos tiros, diálogos e novas cores para as armas.



Créditos análise perfil de Protoman: Lucas Palma Mistrello

Download: Clique Aqui!

sábado, 2 de janeiro de 2016

Curiosidades: Por que o Super Nintendo fica amarelado?

 http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/duvidasnes.jpg
Claro, consoles envelhecem e ficam sujos com o passar do tempo. Diabos, recordo-me de um incidente envolvendo meu console de Super Nintendo (SNES) e uma lata de Coca-Cola no início dos anos 90 que deixou o meu SNES mais parecido com um pão bolorento do que um sistema de vídeo game. Mas cerca de cinco anos atrás, observei que o envelhecimento do meu SNES ia particularmente mal a pior. Eu limpo fora todos os restos fossilizados de Coca Cola com uma toalhinha úmida, mas o aspecto de "pão bolorento" ainda permanece. A metade superior da parte plástica do console mantém seu corpo uniforme mas com aquela cor desagradável, tom amarelo-torrado, enquanto a metade inferior mantém seu aspecto e brilho originais - cor cinza claro que é característico do SNES cinza, que todos conhecem e amam. Eu logo percebi que um mecanismo muito mais profundo foi o responsável pelo desfiguramento estético do meu amado SNES do que mera sujeira e açúcar.

Para complicar ainda mais a matéria, eu tenho uma outra unidade SNES que foi obviamente produzida mais recentemente do que um original meu (no qual esta sendo analisado na matéria), e este console não mostra nenhum sinal de envelhecimento, em absoluto. Comparando-se as unidades e as partes, de maneiras diferentes e de como apenas um deles havia descolorido levou-me a acreditar que há algo diferente sobre os dois lotes de materiais plásticos - um para a metade superior do chassi do SNES e um para a parte inferior da tela, ou seja um tipo diferente de plástico para a antiga unidade e um tipo diferente de plástico de plástico para o novo - que lhes afetam de maneiras diferentes ao longo do tempo.

Abaixo temos duas fotos,dos meus dois modelos de SNES. Observe a diferença entre as cores das metades superior e inferior dos chassis de plástico sobre a unidade mais velha, e também a forma como que a mais recente unidade não apresenta sinais de descoloração.

 
Meu primeiro console de SNES ( á dir.) exibe uma descoloração somente no topo e na metade. A unidade mais nova (á esq.) por outro lado, parece exatamente como se estivesse nova.
A investigação começa:
Processos e efeitos semelhantes não são limitados aos consoles de Super Nintendo. Muitos modelos de computadores Apple Macintosh apresentam sintomas semelhantes: os chassis começam a amarelar e descolorir à medida que envelhecem e passam-se os anos, frustrando colecionadores destes computadores em toda parte.

Eu tinha ouvido relatos sobre estes efeitos de descoloração em computadores, tinha algo a ver com a exposição aos raios UV (Ultravioletas), que fazia mais sentido para os Macs, mas não cabíveis para o SNES. No caso da SNES, o chassi estava uniformemente descolorido, tanto sobre o exterior como do interior como mostrados nas fotos, o que significa que a causa poderia estar diretamente ligada ao trabalho da luz. Com tudo isto em mente, eu estava determinado a encontrar o que estava a provocar estes efeitos amarelados no plástico, ou se os mesmos efeitos de cor amarelada sobre o Macintosh e SNES estavam diretamente relacionados.

Após pesquisar na internet, encontrei alguns postagens em fóruns onde as pessoas pareciam ter ideias vagas sobre o que estava causando o amarelamento. Sugestões e acusações presentes em cada fórum alegavam e aconselhavam os usuários, à práticas de higiene pessoal, tais como: "Lave as mãos!" Ou "Trata-se de manchas tabaco",obviamente, muitos participantes respondiam:"Mas sou um cara limpo!" E "Eu não fumo",mostrando que a resposta para o problema não era assim, tão simples. Outras pessoas um pouco mais esclarecidas sobre o assunto diziam que manter os computadores ou aparelhos longe de janelas e luzes e iluminação fluorecente ajudariam a prevenir estes efeitos. Parece-me uma explicação razoável, mas por que, exatamente, a luz solar afetava e provocava a cor amarelada em certos plásticos, enquanto para outros plásticos a sua cor original mantinha-se intacta?

Enquanto investigava os fóruns, a dica mais útil que encontrei foi esta em relação ao SNES. Alguém tinha perguntado para a Nintendo of America’s Customer Support (Nintendo of America Serviço de Atendimento ao Cliente) sobre o assunto, e essa é a forma como eles responderam:

"Mensagem (# 6851-000101-5635 \ 1015635)
Oi!
Obrigado por nos contactar. Essa é uma pergunta interessante! Para o Super NES, esta é uma condição normal e nenhum motivo para alarme. Limpeza ou manutenção do sistema terá impacto mínimo para reviver ou alterar a cor original. O Super NES, assim como os nossos outros produtos, são feitos com um plástico contendo retardadores de chama e produtos químicos para cumprimento de normas diretrizes. Com o tempo, o plástico vai desbotar por que o calor gerado pelo próprio aparelho ou a exposição à luzes solar ou fluorescente irão causar esta condição. Por causa da cor do plástico do SNES e NES, esta descoloração é mais frequente do que com outros plásticos, com a coloração mais escura como o N64 e GameCube da Nintendo. Obrigado pelo seu e-mail! Nintendo of America Inc. Casey Ludwig Nintendo's home page: http://www.nintendo.com/ Power Line (Automated Product Info): (425) 885-7529"


Pareceu razoável para mim, mas seria esta a verdade? Enquanto tentava encontrar uma resposta mais específica, Decidi eu mesmo escrever para a NOA (Nintendo of America) para ver o que me responderiam.Isto foi o que eles me responderam:

"Obrigado pelo e-mail. Infelizmente eu não tenho uma resposta para esta sua questão. Nós paramos de produzir o SNES á muitos anos atrás, então nossas informações são limitadas.Eu olhei o material que nós temos,e nada discute sobre os efeitos da descoloração doméstica. E ainda, não temos nenhuma referência ou pessoa aqui que possa responder essa sua questão. se precisar de uma assistência adicional,por favor contacte nosso: Consumer Service Department ligando para: 1-800-255-3700. nosso representantes estão disponiveis entre as 6:00 a.m. e 7:00 p.m. Pacific Time, sete dias por semana.

 Quando estiver em dúvida, consultar um especialista

Insatisfeito com a resposta da Nintendo, eu decidi que cavar mais fundo. Contactei com o Dr. Rodolph D. Deanin, fundador do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Plásticos da Universidade de Massachusetts, Lowell é diretor do programa há mais de trinta anos. Eu disse a ele tudo que eu sei sobre chassis de plástico descoloração, tanto na Super Nintendo e computadores Macintosh e perguntou o que pensava ele poderia estar causando isso.

"Os plásticos mais comumente usado para fazer a parte estrutural casos de equipamentos eletrônicos são de polipropileno, estireno impacto, e ABS", respondeu Deanin. "Todos estes tendem a desbotar e fragilizar-se gradualmente, quando expostos a UV ou calor. Elas tornam-se fragilizados e insaturados por causa do calor, e este calor é o que causa as manchas e o desbotamento.

E observando a estampa plástica do case do Super Nintendo (Console e Cartuchos), descobri que o material composto para este plástico é proveniente do ABS, um plástico durável e enrugado, que é mais suscetível a esta descoloração causada pelo calor e raios UV do que os outros plásticos alternativos.

“Existem outros plásticos que são muito mais duráveis, mas os fabricantes não os utilizam por que eles são uma matéria prima mais cara e muitas vezes difíceis de se processar.”

Ao invés de usarem os plásticos mais caros, fabricantes colocam aditivos chamados estabilizadores, absorvedores ou bloqueadores nas misturas dos plásticos afim de reduzir sua degradação. Eles também fazem um uso bem criativo em sua pigmentação (cor).

“Desde que o efeito e cor mais comum na descoloração é o amarelo, alguns fabricantes adicionam uma mistura azul para assim anular o efeito da cor amarela,” Deanin disse: “Isso causa um efeito retardado ao desbotamento amarelo, porém gradualmente a pigmentação amarela resultante do desgaste do material é inevitável com o passar do tempo tomando conta do material gradativamente e depois totalmente.”

 A melhor resposta envolve química: 
Deanin me deu uma resposta útil, mas realmente me deixou curioso. Eu queria saber mais sobre como exatamente todo o processo de degradação de materiais plásticos funciona, mas ele não conseguiu ir para ela, em detalhes. Por exemplo, sobre o que exatamente faz a degradação de materiais plásticos mudar de cor?

Após alguns dias de investigação sobre o processo conseguimos reunir uma resposta. Infelizmente, a maior parte do que eu encontrei centrou-se na degradação UV (exposição à luz) , o que é mais aplicável à descoloração dos casos Macintosh. Mas nós podemos aplicar aquilo que alguns de nós a aprender com o SNES, em um instante.

A maioria dos plásticos normalmente refletem a maioria da luz UV que atinge eles. No entanto, se houver elementos e traços de catalisador de resíduos (substâncias químicas utilizadas na fabricação do plástico), como por exemplo, se o fabricante não ter a mistura muito bem feita, então os resíduos presentes no final de plástico irão absorver UV e acelerar drasticamente a degradação processo. Exposição aos raios UV, neste caso inicia um processo chamado fotodegradação (através da oxidação fotoquímica), que se realiza em paralelo com a oxidação térmica (de exposição ao calor). Ambos os processos reparte-se da estrutura química do plástico como certas partes de combiná-la com oxigênio disponível. E uma vez iniciado este processo, se alimenta sobre si e inicia um ciclo contínuo de degradação. Curiosamente, ao que faz reagir as moléculas de plástico são produzidas pelo processo de oxidação fotoquímica que absorvem luz UV e o reemitem em uma onda mais baixa (na faixa visível), que muda a cor do plástico perceptível.

No caso da SNES plástico, no entanto, o desencadeamento do processo de oxidação não é, claramente, à luz UV, mas simples e inevitável exposição ao oxigênio no ar ao longo do tempo, possivelmente com o calor acelera o processo. Depois que o processo está desencadeado, os seus efeitos em cascata em um ciclo repetitivo - como no exemplo acima UV - acaba mudando a natureza física do plástico e da sua cor. Visual prova de que a exposição ao ar está causando o SNES descoloração pode ser visto na foto abaixo:
 
Então acho que estes produtos e elementos químicos que a Nintendo referiu-se como isolantes de calor em seus aparelhos de SNES, soam como possíveis gatilhos para a própria degradação prematura do Console. Se nós presumirmos que esses isolantes de calor e aditivos, misturam-se em uma quantia indevida, tem um efeito similar como os catalisadores de resíduos que estão absorvendo os raios ultravioleta e do calor e acionando ao processo de fotodegradação descrito mais acima, todos estes fatores contam como causas do efeito da descoloração no qual já vimos. Deanin analisou o assunto dos retardadores de calor, dizendo apenas que a maioria dos retardadores são inofensivos, mas alguns "compostos alifáticos de bromo" são instáveis ao calor e ao UV, e devem ser evitados. Retardadores de chama instável ao calor! Que irônico.


 Então Porque SNES de "Duas Caras"?
Desde dois lotes diferentes de plásticos tivemos dois resultados diferentes: Envelhecimento (conforme ilustrado na parte superior e inferior das metades do meu SNES, ou as velhas e novas unidades SNES), aí então devem ter sido usados dois aditivos diferentes em cada uma delas. Talvez em uma das séries produzidas em plástico, não lhes foi dada a misturas catalisadora ou os retardadores de calor e mais resíduos foram deixados ao longo da primeira metade do lote de plástico, causando assim um degradação mais rápida ao longo do tempo. Já o segundo modelo, tendo feita a verificação e os efeitos dos outros modelos, as devidas correções foram feitas pelos fabricantes e os aditivos ou material mais resistente foi incorporado aos lotes seguintes, sanando assim o problema.

Alguns consoles de Super Nintendo descoloriram apenas nas partes inferiores à metade, e apenas algumas manchas na metade superior (como a minha), em ambos os lados e em alguns uniformemente. Qual (is) o (s) lado (s) que ficam ou ficarão descoloridos baseia-se apenas à sorte - isto é, depende da sorte de qual lote ou lotes de plástico foram utilizados na hora de montar os aparelhos, podemos dizer que o problema foi resolvido, mas muito do lote defeituoso foi reaproveitado para ser montado junto com o lote corrigido,Portanto isso pode explicar o por que apenas um ou outra metade é afetada pela descoloração.

Link Original: Clique Aqui!
Tradução: Game Master

Sonic the Hedgehog 4

 
Gênero: Aventura
Ano: 1994
Hacked: TSD

Sonic para "SNES" ? Não se espante, pois este jogo jamais foi lançado oficialmente! Trata-se de um hack que talvez tenha enganado muita gente, trata-se do jogo do Ligeirinho Speedy Gonzales in Los Gatos Bandidos hackeado de Sonic.
 
Ao invés de ligeirinho, você tem o personagem Sonic e deve "salvar" o Mario que está preso numa gaiola, como o jogo foi feito em cima de ligeirinho, os gráficos e as músicas são iguais, a única coisa que muda são algumas fases que foram editadas. 

O jogo não é as mil maravilhas, mas vale a pena dar uma relembrada e até umas risadas, pois é muito engraçado ver o "Mario" pulando dentro da gaiola.


Créditos Review: Hobby
Download: Clique Aqui!

Mega Man X3 MSU-1


Para fechar a trilogia com chave de ouro, o romhacker DarkShock disponibilizou o patch para o último jogo da série X do SNES. Portanto, temos Mega Man X1,X2 e X3 com as versões em áudio remasterizado.

No terceiro game, foi utilizada a trilha sonora do jogo que saiu para o Sega Saturn, garantindo, assim, fidelidade a trilha original.

Confira o resultado:


Versão Alternativa by Thedpmchannelmixes (Rock)


Você pode jogar no diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador BSNES. 

Download (rom patcheada - versão para emulador): Clique Aqui! 
Download (rom patcheada - versão para SD2SNES): Clique Aqui! 
Download (rom patcheada - versão alternativa Rock): Clique Aqui!

Obs: A versão para emulador está com o volume ajustado para o mesmo, assim, se for jogar no emulador, utilize esta versão para que o volume, durante o jogo, não fique muito alto. Se for jogar no flashcard SD2SNES, escolha a segunda versão.

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "mmx3_msu1". 
Para jogar pelo emulador BSNES, descompacte e abra o arquivo "mmx3_msu1" presente dentro da pasta descompactada.

Mega Man X2 MSU-1


Chegou a vez de Mega Man X2 ganhar uma versão com a trilha sonora remasterizada com a qualidade de CD. Do mesmo autor que criou o patch de Mega Man X1 - MSU-1, o romhacker DarkShock nos brinda com uma atualização da trilha do segundo jogo da franquia.

Confira como ficou:

Você pode jogar diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador BSNES. 

Download (rom patcheada - versão para emulador): Clique Aqui! 
Download (rom patcheada - versão para SD2SNES): Clique Aqui!
 
Obs: A versão para emulador está com o volume ajustado para o mesmo, assim, se for jogar no emulador, utilize esta versão para que o volume, durante o jogo, não fique muito alto. Se for jogar no flashcard SD2SNES, escolha a segunda versão. 

Download: (emulador Bsnes): Clique Aqui! 

Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "mmx2_msu1".  

Para jogar pelo emulador BSNES, descompacte e abra o arquivo "mmx2_msu1", presente dentro da pasta descompactada.

Top Gear MSU-1


Depois do lançamento da versão de Top Gear 2 MSU-1, chegou a vez do clássico da trilogia, Top Gear 1, muito cultuado entre os fãs da franquia, sendo, talvez, o melhor dos três. 

A criação desta versão é de autoria do romhacker Kurrono Kei. Tudo isso foi possível graças ao desenvolvimento  do chip especial MSU-1 - feito por Byuu -, que possibilita inserir vídeos e áudios em qualidade de CD nos jogos de SNES.

Até hoje os fãs da era 16 bits que jogaram Super Nintendo, lembram das músicas de Top Gear, que competem frente a frente com músicas de artistas como Koji Kondo (The legend of Zelda) e Nobuo Uematsu (Final fantasy). Muitos consideram a trilha sonora de Top Gear 1 como uma das melhores já feitas, senão a melhor. A incrível trilha sonora, até hoje é aplaudida com toda força por vários fãs, e existem vários covers em: guitarra, teclado, bateria, remixes etc circulando pela internet. E justamente com essa variedade de versões criadas pelos fãs que essa versão é baseada, ou seja, seleciona-se as melhores versões e as implementam no jogo.

Criei duas versões com trilhas diferentes da realizada pelo romhacker Kurrono Kei, uma com versões remixadas da trilha original e outra com a trilha do game Chase Horizon, sucessor "espiritual" de Top Gear. Outra versão é a de Kokomeri Stridr, contendo remasterizações de própria autoria. Assim, há quatro versões, uma feita pelo autor do hack, duas feitas pelo snes-forever e uma por Kokomeri Stridr.

As três últimas versões são baseadas no pacth original criado por Kurrono.

Versão criada por Kurrono Kei
Versão alternativa por snes-forever
Versão Horizon Chase por snes-forever
 
Versão alternativa criada por Kokomeri Stridr


Você pode jogar no diretamente no Super Nintendo, desde que possua o flashcard SD2SNES, ou no PC, utilizando o emulador BSNES.

Download (rom patcheada - versão Kurrono Kei): Clique Aqui!
Download (rom patcheada - versão alternativa): Clique Aqui! 
Download (rom patcheada - versão Chase Horizon): Clique Aqui!
Download (rom patcheada - versão Kokomeri Stridr): Clique Aqui!


Download: (emulador bsnes): Clique Aqui! 
Para jogar no SD2SNES, basta descompactar e copiar a pasta para o cartão SD. No SNES, vá até a pasta copiada no SD e abra o arquivo "tg_msu1".

Para jogar pelo emulador BSNES, descompacte e abra o arquivo "tg_msu1" presente dentro da pasta descompactada.