terça-feira, 24 de maio de 2011

Lamborghini American Challenge - (Crazy Cars III)

Gênero: Corrida
Ano: 1993
Fabricante: Titus Interactive

Lançado em 1993 para Snes o game Lamborghini American Challenge (ou Crazy Cars III) trazia ao jogador corridas desafiantes e altamente divertidas. Para um game de 1993 o conceito era bacana mas o fato é que o que vimos nele é o mesmo que hoje em dia estamos de saco cheio, ou seja, corridas em cenários urbanos envolvendo dinheiro sujo e polícia no meio da baderna.

O objetivo do game é simples: ser o melhor corredor de rachas dos EUA e para isso você deve participar de muitas corridas que envolvem apostas e perigosas disputas contra a policia.

Ao todo são três campeonatos cada um possui sua própria dificuldade e a medida que se avança, os prêmios apostados vão ficando cada vez mais altos. O veiculo pilotado está no nome do game, sendo assim a própria Lamborghini Diablo e através das apostas que se envolvem nas corridas você vai arrecadando dinheiro para realizar diversos upgrades na sua caranga.

Os cenários do game são baseados em grandes cidades como Nova York e Califórnia, os estilo de corrida são parecido com os de Top Gear, no qual é lhe apresentado um cenário e uma estrada e você a segue totalmente linear, porém existem obstáculos como o grande tráfego das metrópoles e a polícia que tentará impedir que você complete a prova.

Lamborghini American Challenge é um bom game sem dúvidas, com originalidade (para a época) e muita diversão, você jogador retrô irá amar, pois além de um bom game também irá encontra diversas inspirações de games de corrida atuais e para quem não o conhece procure jogá-lo, pois com certeza irá encontrar muita diversão.




Créditos review: Victor

Download: Clique Aqui!

domingo, 15 de maio de 2011

The Magical Quest Starring Mickey Mouse

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/MagicalQuestStarringMickeyMouseThe0000.jpg
Gênero: Aventura
Ano: 1992
Fabricante: Capcom
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/MagicalQuestStarringMickeyMouseThe0001.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/MagicalQuestStarringMickeyMouseThe0002.jpg

O rato (ou seria camundongo?) mais famoso do mundo estrelando seu primeiro jogo no SNES! É fato, que pra quem olha assim, o jogo parece um pouco infantil, mas é fato também que é muito divertido e bem feito! Afinal, foi criado pela Capcom... No jogo você viajará por 6 mundos diferentes podendo mudar sua "roupa", uma das coisas mais legais do jogo, sem sombra de dúvidas!

Mickey e seus amigos Donald e Pateta estão jogando bola num parque, quando de repente Mickey não consegue pegar a bola e Pluto vai atrás dela! Pluto cai num abismo e Mickey então decidi ir atrás de seu fiel amigo canino! Mickey então vai parar num mundo mágico dominado pelo imperador Pete (conhecido aqui como Bafo). Um feiticeiro diz à Mickey que todos nesse mundo foram enfeitiçados por Bafo e que tentaram pegar Mickey a qualquer custo!

Os gráficos do jogo são ótimos! Cada cenário possuí um fundo especial e muito bem trabalhado, sem falar da ótima coloração... Um excelente trabalho feito pela Capcom!

As músicas também estão bem legais, com aquelas músicas inspiradoras pra animar os jogadores na aventura e que podem mudar de repente quando chegar no chefão, colocando músicas mais "tensas"! Os sons do jogo também foram bem trabalhados, a começar pelo gemido de dor meio gay do Mickey até o agradável som do vento nas fases da montanha!

Como eu citei no começo do review, uma das coisas mais legais do jogo é você poder alternar a roupa do nosso pequeno herói! Você obtém novas roupas conforme vai passando de fase... As roupas que você receberá são:
Mágico - talvez o melhor deles, com um ataque mágico que pode ser carregado disparando um poder para derrotar seus inimigos! E junto com o kit, você ganha inteiramente de grátis, uma bolha d'água, pra poder mergulhar e não ter que se preocupar com o oxigênio!
Bombeiro - a minha fantasia preferida nesse jogo, sem dúvida bem legal! Com essa roupa você poderá atirar jatos d'água para apagar o fogo ou empurrar blocos, o que pode te ajudar bastante!
Alpinista - essa roupa é muito útil em fases que você precisará escalar, para isso, basta utilizar seu bat gancho e se agarrar em alguma coisa! Pra mim, essa fantasia é a mais confusa de ser utilizada, eu sempre "apanhava" bastante pra acertar o lugar onde queria chegar!

Os controles são simples! Só a questão do gancho que eu achei que é ruim mesmo... Ahh sim, para mudar de roupa basta selecionar qual você deseja apertando L ou R e depois apertar o botão A para que Mickey mude de roupa!

Por ser um jogo destinado mais ao público infantil, o jogo é bem simples e não chega a ser muito longo! Os chefes são muito previsíveis, sendo que na maioria das vezes, basta apenas desviar de algo que eles lançarem em você e pisar na cabeça deles, ou até mesmo utilizar algo pra acertá-los, nem que seja o objeto/coisa que eles mesmos lançaram em você...

O primeiro jogo do Mickey do Snes, é divertido e com certeza vale a pena, apesar de sua baixa dificuldade e de ser um pouco curto!




Créditos Review: P.A

Download: Clique Aqui!

terça-feira, 10 de maio de 2011

Super Game Boy

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/SuperGameBoy.jpg

O Super Game Boy, lançado em 1994 é um dispositivo para o Super Nintendo que permite utilizar os jogos desenvolvidos para o Game Boy na televisão, usando os controles e o próprio Super Nintendo como interface. Se por um lado você perde a principal função do Game Boy (a de ser portátil), por outro lado você ganha a conveniência de poder jogar numa tela bem maior e com a possibilidade de cores em jogos feitos para o Super Game Boy.

Todos os jogos desenvolvidos para o Game Boy são compatíveis com o Super Game Boy e com a possibilidade de jogar esses jogos com cores usando paletas pré-definidas. Já os jogos feitos para o Super Game Boy, utilizam ainda melhor os recursos que o Super Game Boy permite, como por exemplo, bordas, cores e até mesmo sons para o jogo.

Um detalhe triste é que os jogos feitos para o Game Boy Color, que apesar de serem compatíveis com o Super Game Boy, não utilizam em nada seus recursos.

Seu preço de venda no lançamento estava em torno de 40/50 dólares. Nenhum jogo acompanhava o Super Game Boy.

Curiosidade: A versão do Super Nintendo do jogo Space Invaders está incluída na versão do Game Boy desse jogo, porém só pode ser acessada através do Super Game Boy.

Entre as funções especiais disponíveis no Super Game Boy, estão:

- Color Palette Editor

Permite alterar a paleta de cores que será utilizada pelo jogo. O Super Game Boy já vem com 32 esquemas pré-definidos e ainda conta com a possibilidade de se criar seu próprio esquema. No caso de jogos já compatíves com o Super Game Boy, os esquemas armazenados no cartucho também estarão disponíveis.

- Border Editor

Permite alterar a borda que fica ao lado da tela do jogo. No Super Game Boy estão disponíveis 9 bordas pré-definidas, com a possibilidade de se criar sua própria borda ou importar dos jogos do Super Game Boy.

- Controller Set-Up Editor

Permite configurar os botões do Super Nes. Opção muito limitada.

- Custom Color Editor

Permite criar seus próprios esquemas de cores.

- Graffiti Editor

Opção que permite criar bordas e telas personalizadas. Infelizmente nada criado pode ser armazenado, então, tudo o que for criado será apagado quando o aparelho for desligado.


Super Game Boy 2

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/super_game_boy_2_233x216.gif

Lançado no Japão para aproveitar o sucesso do jogo Pocket Monsters (Pokemon), o Super Game Boy 2, tem as mesmas características do Super Game Boy, porém com alguns elementos extras:

- Porta para Link-Cable que permite "linkar" o Super Game Boy 2 com um aparelho Game Boy tradicional para disputa entre duas pessoas.

- LED vermelho de força

- LED verde para o Link-Cable

segunda-feira, 9 de maio de 2011

X-Men: Mutant Apocalypse

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/X-MenMutantApocalypsePORTUGUES0000.jpg
Gênero: Ação
Ano: 1994
Fabricante: Capcom
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/X-MenMutantApocalypsePORTUGUES0001.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/X-MenMutantApocalypsePORTUGUES0002.jpg

História

Devido ao aumento das atividades anti-mutantes em Genosha, o Professor Xavier usa o Cerebro para descobrir a localização de Genosha; entretanto acaba descobrindo que Apocalypse está lá. O governo de Genosha aparentemente está usando Apocalypse para manter os mutantes sob controle; contudo, Professor Xavier suspeita que Apocalypse tenha outros planos e envia cinco dos X-Men para investigar a situação.

Gráficos

São excelentes, os cenários, os personagens, os cenários e os inimigos são todos muito bem feitos e detalhados, a animação do game flui muito bem.

Som

Também é excelente, as músicas são muito legais e combinam com a atmosfera do jogo; os efeitos também são muito bons.

Jogabilidade

Excelente, com controles muito bons e que respondem na hora certa; para seguir ao longo do jogo, o jogador tem à disposição cinco mutantes, Ciclope, Wolverine, Fera, Gambit e Psylocke, cada um deles com suas habilidades e poderes muito bem representados; há fases exclusivas, onde o jogador é obrigado a jogar com determinado personagem e também há fases onde é possível escolher o mutante que mais lhe agrada.

Os elementos de plataforma citados no início do texto estão presentes no design dos cenários; quanto aos elementos de luta, eles estão contidos em alguns movimentos dos personagens, um exemplo é um movimento do Wolverine que se assemelha muito ao shoryuken.

A dificuldade está simplesmente no ponto certo; o game faz uso de Passwords.

Considerações finais

X-Men: Mutant Apocalypse é provavelmente o melhor game dos X-Men de sua época, pois conta com belos gráficos, trilha sonora empolgante e jogabilidade arrasadora; um jogo mais que recomendado.




Créditos Review: Gabriel

Download (rom em português): Clique Aqui!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Boogerman: A Pick and Flick Adventure

Gênero: Aventura
Ano: 1995
Fabricante: Interplay

História 
Em uma noite escura e tempestuosa, o Professor Stinkbaum estava em seu laboratório, trabalhando em uma máquina que salvaria o mundo da poluição, enviando o lixo do mundo para a dimensão Xcrement. O milionário excêntrico Snotty Ragsdale aceita o emprego de faxineiro no laboratório do Professor Stinkbaum para investigar o destino da poluição, pois Snotty tinha umm mau pressentimento quanto a isso.
Quando a máquina começou a funcionar, uma nuvem de fumaça ergueu-se e fez com que Snotty desse um poderoso espirro, a força do espirro quebrou a máquina; uma mão apareceu de um portal e roubou a fonte de energia da máquina. Rapidamente, Snotty entrou no banheiro e saiu fantasiado como seu alter-ego, Boogerman e entrou no portal atrás da mão misteriosa.

Gráficos 

São muito bons, o game conta com um visual cartunesco muito legal; tanto Boogerman quanto os inimigos são bem feitos, os cenários são bem feitos e variados; a animação do game flui muito bem.
Imagens do jogo

Som 

Muito bom, as músicas presentes no game são muito legais e combinam bem com o mesmo; os efeitos sonoros também são muito bons, pois reproduzem todo tipo de barulho nojento, como peidos e arrotos.

Jogabilidade 

Muito boa, com controles bons e que respondem na hora certa; o game em si é, de certo modo, um jogo de plataforma bastante tradicional, com o protagonista liquidando os inimigos pulando em cima dos mesmos e com outros ataques; a tradição acaba com os "outros ataques" de Boogerman, que no início são arrotos, peidos e melecas de nariz disparadas contra os inimigos, todos esses ataques podem ser aprimorados com itens espalhados pelas fases, um exemplo é o disparo de meleca, que pode ser transformado em poderosas cusparadas. Outro ponto de destaque são os mestres, seres bizarros e cômicos. Os cenários são, ao mesmo tempo, elaborados e hilários, com nomes como "montanhas mucosas" e "pântanos flatulentos". A dificuldade está no ponto certo e o game conta com passwords.

Considerações finais 

Boogerman: A Pick and Flick Adventure é um game ao mesmo tempo nojento, engraçado e divertido, pois não apenas conta com bons gráficos e jogabilidade, mas também com um humor grotesco e irresistível.



Créditos Review: Gabriel

Download: Clique Aqui!