sexta-feira, 29 de abril de 2011

Gundam Wing: Endless Duel

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/GundamWingEndlessDuel0000.jpg
Gênero: Luta
Ano: 1996
Fabricante: Bandai
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/GundamWingEndlessDuel0002.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/GundamWingEndlessDuel0003.jpg

O Jogo:

Baseado no anime homônimo, com leves diferenças (No anime, quem pilota Vayeate e Mercurius são Trowa e Quartre), é um fighting game que por alguma razão, coloca os mechas pra porradearem, no controle de Heero Yuy (Gundam Wing e Gundam Wing Zero), Duo Maxwell (Gundam Death Scythe), Quartre Raberba Winner (Gundam SandRock), Chang Wu Fei (Gundam Shenlong), Trowa Barton (Gundam Heavy Arms), Milliard Peacecraft/Zechs Merquise (Tallgeese), Lucrecia Noin (Mobile Doll Mercurius) e Lady Une (Mobilie Doll Vayeate), você deve enfrentar os outros Mobile Suits em batalhas frenéticas, aonde o mais forte sobrevive e o mais fraco tenta a sorte no segundo round pra apanhar de novo.

Jogabilidade:

O jogo é ágil, extremamente ágil. Cada Mobile Suit, com exceção do Wing Zero que é uma versão mais forte do Wing, possui um estilo e golpes distintos. A movimentação é ágil, se você jogou o PR Movie: Fighting Edition, sabe como funciona.

A dificuldade do game me pareceu um tanto aleatória, em certas vezes eu penei pra vencer uma batalha (contra o Heavy Arms por exemplo, perdi 2 vezes) em outras, venci com um pé nas costas (eu jogo com as mãos, manolo)

Gráficos:

São excelentes, os mechas são bem detalhados e os cenários reproduzem bem as passagens do anime. Essa foto por exemplo, reproduz a base de Zechs/Milliard na Antartida, antes de Aliança invadir o local e Zechs supostamente morrer. Você também verá locais como o deserto aonde as tropas de Quartre permanecem, ou as cachoeiras chinesas, que Chang Wu-Fei se esconde. Enfim, pra quem preza por fidelidade nos cenários (né CarRanger? ), aqui temos um bom exemplo.

Sons:

Meramente nada de se destacar, apenas a abertura que é uma versão de Rythym Emotion, segunda abertura de Gundam Wing e os efeitos sonoros que são bons. As músicas são meio nhé.

Finalizando:

Gundam Wing Endless Duel é um bom Fighting Game que possui poucos defeitos, mas que são de certa forma vitais para ele receber um 10/10. Se puder, jogue, tanto ele, quanto o “clone” ocidental, que é o Fighting Game de Zords dos Power Rangers, ambos são bons.




Créditos Review: Kyo

Download: Clique Aqui!

5 comentários:

  1. não é o quatre q pilota o mercuriun é o heero cara

    ResponderExcluir
  2. o jogo e otimo nao da nenhum slow. o power ranger fithing editon,dever ter a mesma engine mas nao chega nen perto desse classico.

    ResponderExcluir
  3. esse jogo foi feito com a mesma engine do power ranger fighting edition só q melhorada

    ResponderExcluir
  4. Na época que eu ia jogar nas locadoras, em meados de 1994, esse jogo veio com a capa dos Cavaleiros do Zodíaco, e o dono da locadora cobrava R$ 2,00 a hora pra galera jogar (a hora custava R$ 0,40). Daí fui um dos 215.735.234 que pagou R$ 2 pra jogar, e me deparava com o jogo do Gundam; Depois de velho descobri que nunca houve jogos do CDZ para Super Nintendo;

    ResponderExcluir

Lembrando que as suas visitas e agradecimentos são o nosso incentivo, ajude-nos a divulgar o blog... A sua ajuda é muito importante para nós!! E não se esqueça de add nosso blog aos seus favoritos!