sábado, 16 de outubro de 2010

The Adventures of Batman & Robin

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/AdventuresofBatmanRobinThe0000_256x223.jpg
Gênero: Aventura/Ação
Ano: 1994
Fabricante: Konami
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/AdventuresofBatmanRobinThe0001_256x223.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/AdventuresofBatmanRobinThe0003_256x223.jpg

A Konami desde o começo apoiou massiçamente o Super Nintendo e, já nos primeiros anos de vida do console, lançou diversos jogos que se tornaram clássicos. Como questionar a competência de uma empresa que lança em pouquíssimo tempo obras-primas como Super Castlevania IV, Contra III, Axelay, TMNT IV: Turtles in Time e, grata surpresa, o excelente beat’em up Batman Returns? Da mesma forma o histórico do Homem-Morcego nos consoles Nintendo era extremamente favorável, com dois jogaços lançados pela Sunsoft para o NES. Com um ótimo material em mãos, a excelente série animada do Batman dos anos 90, a Konami honra suas tradições (e as do Cavaleiro das Trevas) e produz mais um grande game para o SNES.

VISÃO GERAL

Diferentemente da ação pura de Batman Returns, esse título do morcego agrega elementos de plataforma e aventura no jogo. Isso garante uma maior variação na jogabilidade e, consequentemente, um maior fator replay ao jogo. Apesar de o nome ser The Adventures of Batman & Robin, o menino prodígio (graças aos céus!!!) participa apenas ocasionalmente das missões e não pode ser controlado. O motivo para isso é que o desenho era chamado originalmente de Batman: The Animated Series e mudou de nome quando o jogo já estava em produção. Então, apesar do título, esse acaba sendo um jogo estrelado apenas pelo bom e velho Batman.

O game não possui um único enredo ou um objetivo final. Cada fase é baseada em episódios da série animada e possui um enredo próprio, sem ligação com as demais.

JOGABILIDADE

O controle é bom. O ritmo do jogo é mais cadenciado que a média dos jogos do gênero e o Batman demora uma eternidade para se recuperar dos golpes. Se você errar uma voadora, por exemplo, é quase certeza que será atingido pelo inimigo. Se juntarem três inimigos ao mesmo tempo é bem difícil escapar ileso. A boa noticia é que os inimigos são bem fraquinhos e quase não oferecem desafio. Além disso, Batman tem a disposição todo um arsenal para enfrentá-los, desde shurikens até explosivos plásticos, passando por um gás que nocauteia os adversários. Esse ritmo lento, a meu ver, é uma qualidade que ajuda a diferenciar esse jogo de outras produções do gênero. A variação no estilo das fases também conta pontos já que deixa o jogo mais dinâmico.
A dificuldade não é muito alta depois que o jogador se familiariza com os controles. Os maiores desafios acabam sendo os chefes de fase e as partes de plataforma, já que os inimigos normais apresentam pouca resistência. O jogo tem três níveis de dificuldade e, como em outras produções da Konami, só dá pra ver o final verdadeiro terminando no Hard. A maior diferença entre os níveis de dificuldade é a pontuação necessária para ganhar uma vida extra e o fato de o Hard não ter passwords.

GRÁFICOS

Os gráficos do jogo são excelentes e muito, muito fiéis ao desenho animado. Os personagens são grandes e possuem ótimas animações. Os cenários são muito bem desenhados e variados, alguns até impressionam pela semelhança com os da série. Como o jogo é da Konami, efeitos de zoom e rotação não poderiam faltar e eles aparecem em boa quantidade, como na montanha-russa, dentro do dirigível do Espantalho e na luta contra o Morcego Humano. Há também uma grande quantidade de cutscenes, sempre antes das fases. Elas são apenas razoáveis, mas bem funcionais e ajudam no clima do jogo.
Os cenários são fiéis ao desenho animado.A única ressalva aqui é que poderia existir uma maior variedade de inimigos e não só mudar a cor deles. De resto tudo OK.

SOM

O som também é ótimo. Os efeitos sonoros são muito bons, eu diria até acima da média. Eles existem em grandes quantidades e se adequam perfeitamente a ação.
O principal destaque nesse departamento, porém, são as músicas. O empolgante tema principal da série (aquele mesmo dos filmes do Tim Burton) marca presença numa versão muito boa. As outras músicas, algumas retiradas do desenho, também são muito boas e combinam perfeitamente com as fases. Nota 10 nesse quesito.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

A Konami conseguiu de novo e fez outro ótimo jogo do Homem-Morcego. Todo o clima do desenho está presente nesse jogo, que é um perfeito exemplo de como um material licenciado deve ser tratado. A virtude do jogo está na grande variação das fases e na representação perfeita do universo do Batman, com todos os principais vilões incluídos. Mais uma vez ponto para a Konami!




Créditos Review: Sulu

Download : Clique Aqui!

Confira também:
Batman Returns

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembrando que as suas visitas e agradecimentos são o nosso incentivo, ajude-nos a divulgar o blog... A sua ajuda é muito importante para nós!! E não se esqueça de add nosso blog aos seus favoritos!