sábado, 29 de maio de 2010

Kirby Super Star

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/KirbySuperstar0001.jpg
Gênero: Aventura
Ano: 1996
Fabricante: HAL Laboratory
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/KirbySuperstar0002.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/KirbySuperstar0003.jpg

Tão bom quanto Kirby Adventure

Não restam dúvidas de que Kirby Adventure é um dos melhores jogos do Nintendinho, graças a ele que Kirby se tornou uma das muitas séries tradicionais da Nintendo, tendo vários games lançados em diferentes modalidades.

Mesmo com muitos jogos lançados, nenhum deles conseguiu se quer chegar perto de ser tão bom quando o velho Kirby Adventure, mas isso mudaria em 1996, ano em que o HAL Laboratory lançaria para o Super Nintendo um game que resgataria o velho gênero da série.

8 em 1

Kirby é um herói bem marcante, principalmente por ser uma pequena bolinha cor-de-rosa, mas não se engane! Apesar dessa aparência “boba” Kirby tem a habilidade de comer e absorver o poder de seus inimigos. Kirby precisa usar os seus poderes para combater o seu Arquiinimigo, o rei DeDeDe.

Kirby Super Star não traz um enredo, há 8 jogos dentro do cartucho, cada um deles com um pequeno enredo. Para deixar o jogo 100% você terá de terminar todos os jogos. 6 desses jogos são do estilo plataforma clássica, os outros 4 são de modalidades como corrida e luta, mas precisarão ser finalizados para que você possa deixar seu jogo completo.

Os jogos do estilo plataforma são os mais divertidos, pois você terá de passar por várias fases, lutar contra chefes, coletar itens… Enfim, se você conhece bem o velho Kirby Adventure então vai estar familiarizado com o velho gênero plataforma.

Absorvendo poderes

Para combater os seus inimigos Kirby terá como principal arma o seu apetite, uma vez que Kirby suga um inimigo você terá as opções de engolir, cuspir ou absorve-lo, de modo que Kirby possa usar a habilidade especial do inimigo ingerido.

As habilidades que Kirby pode usar em seu favor são muitas: lança-chamas, bastões mágicos, espadas e até mesmo usar uma moto para atravessar áreas cheias de inimigos. Usar essas habilidades será crucial para se dar bem ao longo do game e até mesmo para vencer chefes.

Parceiros?

Uma divertida novidade de Kirby Super Star é que agora Kirby poderá contar com parceiros. Depois que você absorve um inimigo você pode optar por deixar de lado os seus poderes ou então convertê-lo em um parceiro, desse modo, o seu inimigo se tornara um aliado que vai ser realmente muito útil.

Logo que o aliado é formado ele ganha uma barra de energia igual a do Kirby, você não tem um controle exato sobre o parceiro, ele sempre vai imitar os movimentos de Kirby, mas caso um inimigo tente atacar por trás o seu parceiro tentará defender Kirby. Quando Kirby acha um item de cura no caminho das fases ele divide o mesmo com o parceiro, de modo que ambos recuperam alguma energia perdida.

Gráficos, efeitos sonoros, controles e dificuldade.

Os gráficos são realmente lindos, lembra daqueles cenários alegres e coloridos que podíamos admirar em Kirby Adventure? Pois é, eles foram todos muito bem construídos, e como o Super Nintendo podia exibir belos detalhes gráficos os cenários ficaram riquíssimos dos mesmos. O destaque principal vai para a aplicação das cores que deu o clima ideal para o jogo. Alguns podem o achar muito infantil, mas nem importa, pois o jogo é tão divertido que nem mesmo os jogadores mais crescidos vão se importar.

Os personagens também trouxeram ótimos desenhos, principalmente Kirby, quando assume algumas características do inimigo engolido. Alguns chefes do Kirby Adventure marcam presente em KSS, como a árvore, por exemplo. Os gráficos de Kirby Super Star são ótimos.

Os efeitos sonoros estão ótimos e bem variados, todos eles trazem uma qualidade que eu considero bem espantosa para um console de 16 bits. O som dos inimigos sendo comidos, das explosões, dos itens sendo coletados, eu acho os efeitos realmente perfeitos.

A trilha sonora é simplesmente fantástica, quando me lembro de Kirby Super Star automaticamente eu lembro da música da primeira fase da Spring Breeze, que fica na cabeça do jogador. Todas as músicas seguem um estilo alegre, infantil e grudenta, mas também muito gostosa de escutar. Aumente o volume ao jogar Kirby Super Star.

Os controles ficaram ótimos com respostas imediatas. Kirby pode voar quando estiver cheio de ar, mas não é possível enche-lo enquanto ele estiver com um inimigo preso na boca. Kirby também pode correr quando o jogador pressiona duas vezes seguidas para a direção desejada. Os controles nunca serão problema para o jogador.

Cada um dos seis jogos trarão uma dificuldade, mas nenhum deles é muito difícil. O Spring Breeze chega a ser ridículo de tão fácil, outros jogos já podem ser um pouco mais trabalhosos, mas nada que vá fazer o jogador ter vontade de arremessar o console na parede. Alguns chefes podem ser um pouco chatinhos, mas nada que dê muito trabalho. Kirby Super Star é um jogo com uma dificuldade bem “agradável”.

Conclusão.

Kirby Super Star é um jogo que vai estar no top 10 da grande maioria dos fãs do Super Nintendo, seus gráficos e jogabilidade o tornam um jogo realmente excelente. Até hoje eu nunca o fechei 100%, mas sempre estou jogando para relembrar aquela velha época onde os jogos não se focavam apenas em ter sons de ultima geração e gráficos que se aproximam da realidade. Para os fãs de bons jogos de plataforma, Kirby Super Star vai ser um belo prato de arroz, feijão, bife e batata frita.


Créditos Review: Lipe Vasconcelos

Download: Clique Aqui!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Sonic Wings (Aero Fighters)

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/SonicWings0000.jpg
Gênero: Ação/Tiro
Ano: 1993
Fabricante: Video System

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/SonicWings0002.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/SonicWings0001.jpg

Um clássico entre os jogos com aeronaves!

Sonic Wings foi lançado originalmente para os fliperamas em 1992, mas no ano seguinte foi criada uma versão do jogo para o Super Famicom, e depois em 1994 o jogo foi lançado para o Super Nintendo, onde seu título seria mudado para “Aero Fighters”. Seria o mascote da SEGA o principal “culpado” pela mudança de nome do jogo no mercado americano? Vai saber…

Vários aviões e modos de jogo para se escolher!

Sonic Wings é um jogo de tiro onde a tela vai se movendo de forma vertical, enquanto o jogador move seu avião pela tela, podendo ir para todas as 4 direções possíveis (cima, baixo, esquerda e direita). E claro, inimigos vão lotando a tela e farão de tudo para destruir o avião do jogador!
Há a possibilidade de se jogar sozinho ou com um amigo, sendo que da segunda forma as coisas podem ficar mais fáceis, principalmente na hora de se enfrentar os chefes de cada fase. O jogador que estiver no primeiro controle, só pode jogar com os personagens que iniciam o jogo do lado esquerdo da tela, e que pode usar os seguintes modelos de aviões: F/A-18, FS-X, AV-8B e AJ-37. E quem estiver no segundo controle, só pode jogar com os personagens que iniciam o jogo do lado direito, e que tem a possibilidade de usar os seguintes modelos de aviões: F-14, F-15, JAS-39, e Tornado IDS.
Se alguém for jogar Sonic Wings sozinho, ele não é obrigado a usar sempre o primeiro controle para jogar, podendo então escolher livremente qualquer um dos 8 personagens do jogo. Já no caso de se jogar no modo de dois jogadores, não há toda essa liberdade de escolha, já que os personagens do jogo são divididos por nacionalidade e sempre tem que formar uma dupla com outro personagem de mesma origem. Ou seja, antes de iniciar o jogo é necessário decidir primeiro qual o país os jogodares vão representar no jogo (que pode ser Estados Unidos, Japão, Inglaterra ou Suécia), e desse forma determinar de forma automática quais os dois personagens serão vividos pelos jogadores. Escolhido a nacionalidade a ser representada, os jodadores vão ter que passar por sete estágios para se fechar o jogo.

Cada avião é único!

Cada modelo de avião no jogo tem suas características próprias e seus poderes especiais. De início, cada avião começa com sua artilharia básica, mas no decorrer das fases podem ir melhorando seu poder de fogo com “upgrades”, até se tornarem em armas imbátiveis de guerra! Os poderes especiais de cada avião são bem variados, e podem ser desde uma hyper-ultra-mega rajada laser até o poder de paralisar o tempo, por alguns segundos! Os aviões nunca foram tão poderosos em um game como em Sonic Wings!

Gráficos

Graficamente Sonic Wings é bem bonito, com cenários ricos em detalhes, com cores na medida certa e bem variados. A aventura acontece em cenários que vão de cidades a desertos, e até mesmo no espaço! Os desenhos dos aviões, tanto dos mocinhos quanto dos inimigos, estão realmente muito bem feitos!

Efeitos e Trilha Sonora

Os efeitos sonoros são bem básicos, mas todos cumprem bem seu papel. A trilha sonora é bacana, com temas que variam de acordo com o tipo de cenário, e que passam um clima gostoso de aventura. Os temas dos chefes são bem tensos e agitados, e o tema da última fase é de dar medo!

Jogabilidade

A jogabiliade é rápida e precisa, com todos os comandos de ação podendo ser acionados perfeitamente durante a jogatina. Em termos técnicos, Sonic Wings é um jogo do qual os apreciadores do gênero que ele representa não tem do que reclamar.

Dificuldade

A dificuldade do jogo pode ser escolhida pelo próprio jogador. Há três níveis de dificuldade (Fácil, Normal e Difícil), e na seção de Opções o jogador pode até mesmo determinar o número de vidas com que começa o jogo. As fases vão ficando cada vez mais difíceis na medida que se avança no jogo, e os chefes de cada fase também, mas com a liberdade que Sonic Wings dá para o jogador na questão de poder deixar tudo mais fácil, ou mais difícil, o nível de dificuldade é realmente bem variado em todo o jogo.

Conclusão

Sonic Wings é um clássico do seu gênero na era 16 bits. É um jogo bem divertido, apesar de sua curta duração. Mas a vontade de se jogar novamente é alta, o que garante a diversão por horas e horas. Sonic Wings é, com certeza, um dos melhores jogos com aviões de sua geração!
Créditos Review: André Breder

Download: Clique Aqui!

sábado, 15 de maio de 2010

Spider-Man & Venom: Maximum Carnage

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/Spider-Man-MaximumCarnage0000.jpg
Gênero: Ação
Ano: 1994
Fabricante: Ljn
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/Spider-Man-MaximumCarnage.pnghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/Spider-Man-MaximumCarnage1.gif

História

A história gira em torno do vilão Cletus Kasady consegue sua simbionte voltando a se tornar Carnage. Muito revoltado com seu inimigo Homem Aranha, começa a reunir vários inimigos como: Shriek, Doppelganger, Carrion e DemoDuende, para então juntos derrotar o Aranha e causar pânico em Nova York. Mas por sua vez, Spider Man uni forças com seu 'amigo' Venom, no decorrer do jogo são ajudados por outros amigos como: Capitão América, Cloak, Dagger, Firestar, dentre outros. Sem contar, que toda a história quando contata, se passa em quadrinhos igual a HQ.

Jobabilidade

A jogabilidade em si é simples, soco, chute e pulo, combinado com um algo a mais como, lançar teia para puxar ou paralizar o inimigo, golpe especial (que perde vida), itens que envocam aliados. Em todo chefe sempre tem a "manhã" para passar com mais facilidade, até pegar o jeito perderemos algumas vidas.

Gráficos

Essa é parte que ira te atrair para o jogo! Gráficos no estilo cartoon/cômico, poucos jogos usavam esse estilo na época. Sempre que acertando ou recebendo golpes aparecendo frases HQ, nisso sem falar na história em quadrinhos ;D. Detalhe nos herois bem desenhados, o único contra (mas mau de todo jogo beat em up) os inimigos normais são repetitivos.

Som

Nada muito a falar e reclamar da parte sonora. As músicas caem bem no momento certo do jogo, não são bem trabalhadas mas dão um ar especial ao jogo.

Prós!

Gráficos, jogabilidade, diversão e um ótimo replay (acredite, não tem extra mas você ira jogar mais de uma vez!)

Contras

Jogo grande, dificuldade relevante e o principal, não salva e nem tem password! Levando o jogador a jogar um bom tempo em seguida e se caso perder todos Continues começar do ZERO!




Créditos Review: Seatle_94
Download: Clique Aqui!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Prince of Persia

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/PrinceofPersia0000.jpg
Gênero: Aventura/Ação
Ano: 1992
Fabricante: Konami/Brøderbund Software/Arsys Software
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/PrinceofPersia0001.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/PrinceofPersia0002.jpg

História

No tempos em que a Pérsia era uma grande e próspera terra, o Sultão está realizando uma expedição, delegando o governo do país para o Grã-Vizir Jaffar, seu braço-direito. Sedento por poder, Jaffar aproveita a situação para assumir o lugar do soberano e controlar toda a Pérsia. Para sacramentar a situação (de forma "rápida"), ele precisa se casar com a filha do Sultão.
Enquanto a princesa é ameaçada pelo Jaffar...
No entanto a princesa, apaixonada por um aventureiro estrangeiro, rejeita o Vizir. Para resolver o problema, Jaffar trancafia o nosso herói nas masmorras do palácio e lança um ultimato a princesa: ela tem duas horas para aceitar o matrimônio, caso contrário será executada.
...o nosso herói apanha dos soldados.
Nas masmorras, o herói, depois de apanhar um bocado, consegue se libertar e precisa encontrar Jaffar antes que o tempo se esgote...
O Jogo

PoP é um dos grandes clássicos de aventura de todos os tempos. O game, originalmente criado por Jordan Mechner para computadores, revolucionou com a animação realista do personagem principal (cujos movimentos foram copiados através de rotoscopia, uma versão pré-histórica do Motion Capture) e seu excelente design de fases, que privilegiava a superação de diversos obstáculos que aparecem pelo caminho ao invés do combate com dezenas de inimigos.

A versão do SNES é um remake do original, produzido no Japão com a supervisão do Mechner.
Visual

O principal destaque é mesmo para as animações do príncipe, variadas e fluídas. Os cenários captam muito bem o clima das aventuras das 1001 Noites e para quebrar um pouco da “rotina” de corredores / andares vemos também subterrâneos e áreas externas do palácio.
Som

A trilha sonora cai como uma luva para o jogo, sempre com aquela “atmosfera” árabe. Os efeitos sonoros são competentes, mas às vezes ocorrem algumas falhas (como ruídos).
Jogabilidade

Basicamente, você precisa percorrer 20 níveis em menos de 120 minutos (reais) para terminar o game. O scroll do game é “travado”, isto é, as telas só avançam apenas depois que você as percorrem de uma ponta a outra. Isto é interessante, já que permite observar o cenário com atenção.

Como foi dito anteriormente, o principal desafio de PoP é encontrar a saída de cada nível. Cada fase apresenta diversos obstáculos, como vários andares (quase como labirintos em alguns níveis), vãos, abismos, pisos falsos, grades bloqueando o caminho, espinhos que surgem do chão, guilhotinas de diversas formas, etc. Sem falar em eventuais combates contra guardiões ou esqueletos, cuja principal função é atrasar o príncipe (tanto que nos confrontos o relógio aparece insistentemente avisando o tempo restante).
Qualquer erro e bem-vindo de volta ao ínicio da fase...
Você também pode usar estes obstáculos a seu favor: detone os inimigos empurrando-os contra abismos ou derrube um piso falso para acionar permanentemente alguma passagem. Falando em combates, o jogador pode bloquear (parry) os ataques inimigos e rapidamente contra atacá-los.

Um ponto muito interessante é que o príncipe conta basicamente com ele mesmo: sem “super-poderes”, ele morre se cair de uma grande altura, não tem “super-pulos” e só conta com a espada para os combates. O jogador vai ter que quebrar a cabeça para alcançar um ponto aparentemente inatingível.

Volta e meia o jogador terá que encarar alguns "bosses", como um cavaleiro, uma amzona e até mesmo seu próprio reflexo!

Uma coisa meio frustrante do jogo é que se morrer, volta para o início da fase. E, acreditem, é muito fácil morrer em PoP. Correndo contra o relógio, a tendência é que o gamer conclua os níveis o mais rapidamente possível e a probabilidade de cometer alguma burrada fatal é muito grande. Eu joguei esta versão usando e abusando dos “save states” do emulador e mesmo assim me irritava com os erros. Imaginem então quem jogava no bom e velho SNES...

Um lance bacana do jogo é que mesmo que o tempo acabe, o jogador ainda pode chegar ao vigésimo nível, mas não poderá enfrentar o Jaffar e, obviamente, salvar a princesa, visto que ela já foi executada. A idéia é que o gamer conheça bem as fases para uma nova tentativa.

Prince of Persia prova que bons games definitivamente não envelhecem.




Créditos Review: BigJ

Download: Clique Aqui!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Detonado - Donkey Kong Country 3: Dixie Kong's Double Trouble

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/DonkeyKongCountry30000.jpg

1° mundo: Orangatanga

Fase 1:
Bônus 1: depois da letra K você encontrará uma letra A formada por bananas. Embaixo dela há uma rachadura no piso com um barril bônus embaixo. Use Dixie e jogue Kiddy para cima. Ele cairá e o chão se quebrará, abrindo passagem para o barril.

Bônus 2: caia na água exatamente abaixo da letra N. Passe por baixo das plataformas de madeira e entre no barril de bônus.

Moeda DK: abaixo da letra O há um barril de ferro. Pegue-o e jogue-o atrás do jacaré que segura a moeda DK. O barril vai rebater e acertará o jacaré por trás, fazendo-o soltar a moeda.

Fase 2:
Bônus 1: após a letra O, você terá que entrar naágua. Volte para pegar o barril que o transforma em golfinho.Siga sempre em frente para encontrar o bônus.

Bônus 2: após subir pela segunda corda, pule para a direita (onde há uma abelha). Suba no gancho para abrir a porta e entre no barril.

Moeda DK: após a letra G, você encontrará dois barris que giram e atiram você. Use-os para encontrar o gancho e entre pela porta para continuar a fase. Quando estiver caindo, segure o direcional para a esquerda para cair sobre uma plataforma. Suba no gancho para abrir a porta e jogue o barril de ferro pela porta.

Fase 3:
Bonus 1:após a letra O, voce terá que entrar naágua. Volte para pegar o barril que o transforma em golfinho. Siga em frente até encontrar o bonus.

Bônus 2: após o barril que marca o meio da fase, você encontrará joaninhas na superfí­cie. Use-as como "escada" para subir na plataforma. Derrote o barril verde e use Dixie para chegar à próxima plataforma (corra até a beirada, segure para a frente e pressione Y para girar. Quando no ar, pressione B para saltar e mantenha os dois botões pressionados).

Moeda DK: há um barril de ferro em cima da casa, no iní­cio da fase. Use Kiddy para arremessar Dixieem direção ao teto da casa e pegue o barril. Jague-o por cima do que está logo à frente.

Fase 4:
Bônus 1: pouco antes da letra O você verá o barril de bônus no canto superior. Pule diretamente em sua direção antes de chegar à parte mais baixa do morro.

Bônus 2: após a letra N há uma casa com dois jacarés em cima. Derrote-os e arremesse um dos
personagens no barril de bônus que está acima da casa.

Moeda DK: após o marcador de meio de fase há um barril de ferro. Jogue-o por cima do jacaré da moeda DK.

Fase 5:
Bônus 1: após o marcador de meio de fase há um barril de ferro. Pegueo e use-o para matar a abelha verde que está acima de um alçapão. O bônus está ali dentro.

Bônus 2: após a letra N, siga e caia da plataforma. Siga para a esquerda até encontrar um barril invisí­vel que o jogará para cima. Vá um pouco para a esquerda e segure o botão Y para puxar o barril de ferro e derrotar a abelha.

Moeda DK: depois da primeira fase de bônus há outro barril de ferro. Leve-o para a direita, até o jacaré da moeda DK. Arremesse o barril por cima do teto, para ele bater e voltar em suas costas.

Chefe: Belcha
Pule os barris que Belcha jogar. Quando ele jogar besouros, pule em cima de um para que ele fique de ponta-cabeça. Pegue o inseto virado e jogue-o na boca aberta do inimigo. Ele recuará para a direita. Repita até ele cair. Como prêmio, você leva uma moeda bônus. Faça o malvadà o engolir os besouros
até cair. 1 moeda bonus de presente.

2° MUNDO: Forest

Fase 1:
Bônus 1: depois da letra O, suba pela corda. No topo há um barril TNT. Jogue-o contra a parede da esquerda.

Bônus 2: depois da letra G (logo após a moeda DK), suba pela corda. No topo. pegue o barril TNT. Jogue-o contra a parede da esquerda para abrir uma passagem.Lá em cima, pegue o barril DK. Carregue Dixiee flutue com seu cabelohelicóptero para a direita. Você atravessará asárvores e encontrará o bônus do outro lado.

Moeda DK: após a letra N há um barril DK. Jogue Dixie no canto superior esquerdo e suba na plataforma de madeira. Entre pela abertura daárvore da esquerda para pegar o barril de ferro e jogue-o contra a parede da esquerda.

Fase 2:
Bonus 1: após a letra K há um pequeno lago.
Use Kiddy para quicar sobre aágua (role e pressione B antes de encostar na superfí­cie) até a plataforma do barril de bonus.

Bonus 2: após a letra N tem uma lagoa com tres abelhas vermelhas na superfí­cie. Nade para o canto inferior esquerdo para encontrar um barril de invencibilidade. Use as abelhas como escada para alcançar o bonus.

Moeda DK:vá até o final da fase e volte para a esquerda. para as abelhas perseguirem você da direita para a esquerda. Pule com Kidcly por cima daágua para chegar ao topo do morro. Jogue o barril por cima do jacaré e pegue a moeda DK.

Fase 3:
Bônus 1: passando a letra O, use o barril de ferro para atingir o rato que está fazendo exercí­cio. Pule em cima da roda para alcançar a plataforma do barril de bônus.

Bônus 2: passe o barril marcador de meio de fase para encontrar dois ratos
fazendo exercí­cio. Use Kiddy para jogar Dixie sobre um deles e pule para o canto superior
direito para encontrar uma plataforma com o barril de bônus.

Moeda DK: logo após a letra N. procure o rato fazendo exercí­cios que tem duas abelhas verdes em volta. Pule sobre a máquina, depois pule para o canto superior direito para encontrar o barril de ferro e o jacaré.

Fase 4:
Bônus 1: após a letra K,você verá uma aranha saltando entre dos troncos. Caia ali para encontrar o papagaio Squawks. Voe até o canto superior direito até encontra uma abertura naárvore. Suba e derrote a abelha verde.

Bônus 2: passe por uma abelha verde que se mexe de um lado para o outro. Depois, você encontrará a letra G (entre duasárvores) e, na seqüência. uma aranha rosa caia pelo lado direito dela para encontrar o bônus.

Moeda DK: depois do marcador de meio de fase. entre numaárvore com o barril DK. Suba na segunda aranha saltadora com Dixie nas costas de Kiddy e jogue-a para o canto superior esquerdo. Lá você encontrará o barril de ferro. Com Dixie, jogue o barril pelo buraco, depois troque novamente para Kiddy arremessar Dixie ali dentro.

Fase 5:
Bônus 1: depois de se transformar em elefante, siga em frente até ser jogado por um barril-canhão. Volte até abeirada do desfiladeiro e atire um jato deágua na ave que está acima da abelha vermelha. Ela deixará cair um barril TNT. que explodirá a abelha.

Bônus 2: depois do marcador de meio de fase há uma lagoa sem piranhas. Logo depois. há uma plataforma com dois besouros voando em volta. Não enfrente os besouros até eles pararem de se mexer. Depois, pule sobre eles para usá-Ios como trampolim. em direção a lagoa. Com o peso, o elefante chegará até o fundo, onde está o barril de bônus.

Moeda DK: pouco antes do marcador de meio de fase há duas abelhas vermelbas protegendo um barril de ferro. Puxe o barril (mantenha o botão Y pressionado) e jogue-o por cima do jacaré.

Chefe: Arich
Use o barril para acertar o rosto do inimigo. Para pegar a "munição".suba nas costas dele e depois pule para o canto superior direito. Muito cuidado com o veneno que ele soltar. Após vencer Arich. leve o curativo que você recebeu para o mecí¢nico Funky,em Funky's Rentals.
Fazendo isso. você ganhará o Hovercraft, um novo veiculo que permite alcançar os novos mundos.

3° MUNDO: COTTON-TOP COVE

Fase 1:
Bônus 1: após a letra K, você encontrará uma trilha de bananas, e logo abaixo, diversos peixes passando em disparada. Desça por ali para encontrar o bônus.

Bônus 2: após o marcador de meio de fase, você começará a subir. Passe por um desfiladeiro que tem duas tocas de peixes. No topo, surgirão barracudas de um buraco na parede, no canto superior esquerdo. Passe por cima delas e siga para a esquerda.

Moeda DK: o jacaré da moeda DK está logo após a bandeira final. Pegue o barril de ferro e suba sobre a moeda que ele carrega. Jogue o barril contra a parede da direita.

Fase 2:
Bônus 1: passe a letra K para encontrar um barril que o atira para um barril automático. Depois de ser mandado para uma plataforma, passe por trás da cachoeira e entre no barril com uma seta. Ele o levará até umaárea com uma abelha verde, à esquerda. Passe por cima dela e use as joaninhas para chegar até o bônus que está a sua esquerda.

Bônus 2: após a placa "proibido pássaros", pule o barril com a seta e caia para a direita. Volte e caia no desfiladeiro.

Moeda DK: à esquerda da bandeira do final há um barril de ferro. Jogue-o para cima para ele deslizar para a esquerda, enquanto você passa por trás da cachoeira. Do outro lado, basta pegar a DK que estava com o jacaré.

Fase 3:
Bônus 1: após a letra K, pendure-se numa corda. Salte para a corda de cima no local onde há duas abelhas verdes girando em volta. Acima delas há um barril de bônus.

Bônus 2: depois do marcador de meio de fase, suba pelas cordas.Quando encontrar duas cordas, pule para a de baixo. Alihá um barril que o jogará para o barril de bônus.

Moeda DK: no final da fase há uma casinha com o barril de ferro dentro. Pegue-o e volte até o jacaré. Suba nele e jogue o barril para esquerda.

Fase 4:
Bônus 1: à direita da letra Ohá um precipi­cio.Pule com Dixie para a direita e segure o botão B para voar até o barril de bônus que está à direita.

Bônus 2: à direita do barril de transformação em elefante há uma cachoeira com um barril-seta atrás. Entre nele e vá para a esquerda. Derrote as duas abelhas com o jato do elefante e entre no bônus.

Moeda DK: após voltar a sua forma normal, você ganhará um barril de ferro. Leve-o para trás até encontrar o jacaré. Jogue o barril para a esquerda lentamente (segure o direcional para cima) e corra para subir na plataforma acima do jacaré enquanto o barril rebate na parede.

Fase 5:
Bônus 1: após a letra K, você descerá por um precipi­cio de corais e seguirá para a esquerda. Quando subir, vará uma concha venenosa à direita. Passe por ela e siga até encontrar o barril.

Bônus 2: suba pelo corredor de coral à esquerda da placa "proibido peixes".

Moeda DK: no final da fase, use Kiddy para arremessar Dixie no canto superior esquerdo. Suba na plataforma, pegueobarril de ferro e jogue-o contra a parede da esquerda.

Chefe: Squirt
Como elefante, puxeágua com o botão L e atire nos olhos do monstro usando o botão R. Dispare sempre no olho que estiver mais aberto.Para fugir dos ataques deágua, basta dar a volta usando as plataformas.Depois de vencer a luta, você vai ganhar uma pá de esqui.Quando tiver a outra pá, poderá ganhar outro veículo.

4° MUNDO:MEKANOS

Fase 1:
Bônus 1: depois do marcador de meio de fase. você descerá por plataformas em zigue-zague. Na última, verá uma coruja jogando bolas, no canto superior esquerdo. Use Kiddy para jogar Dixie nessa plataforma e pule para a esquerda, para encontrar a fase de bônus.

Bônus 2: depois da, placa de "proibido aranhas", você usará uma plataforma para subir. Ao chegar no topo, vá para a esquerda. A esquerda há uma coruja atirando bolas de fogo. Use Kiddy para atirar Dixie contra uma banana que está no teto, do lado esquerdo da coruja. Você subirá numa plataforma. Pule para a direita para encontrar o bônus.

Moeda DK: à esquerda da letra N há uma plataformaelevador. Suba nela e pule para a direita.
Lá você encontrará o jacaré e o barril de ferro.

Fase 2:
Bônus 1: depois da letra K. você encontrará um grupo de abelhas verdes.Pule por cima, pegando o cano do teto. Você encontrará o barril de bônus no cano que tem uma banana em cima da abelha.

Bônus 2: depois da letra N há um besouro voando acima de um buraco no trilho. Caia no buraco seguinte ao do besouro.

Moeda DK: o barril de ferro está no final da fase. Pegue-o e leve-o para a esquerda, onde encontrará o jacaré.

Fase 3:
Bonus 1: depois da letra O voce encontrará um barril do lado de fora daárvore. Pegue-o e leve-o para derrotar a abelha verde que protege uma entrada. O barril de bônus está ali dentro.

Bônus 2: continue subindo após a letra N, até encontrar um barril de ferro no canto esquerdo da tela. Use-o para destruir a abelha verde que está logo acima.

Moeda DK: há uma banana logo abaixo da letra G. Pule nela para encontrar um barril invisí­vel.
que o lançará para cima e o deixará invencí­vel. Pegue o barril de ferro. leve-o para a plataforma acima do jacaré e arremesse-o para a esquerda.

Fase 4:
Bônus 1: à direita da letra O existe um canhoneiro Ql.E atira barris deTNT.Volte para a esquerda. pegue o barril de TNT que está acima da plataforma e jogue-o nele para se transformar numa aranha. Suba (usando teias) até o local onde você pego o TNT. Siga para a direita, atirando nos barris que o canhoneiro joga. O bônus está acima dele.

Bônus 2: após a letra N, você passará pôr dois bal""!5 que o lançam automaticamente e dois controláveis. :último canhoneiro joga barris de madeira. Use-os para seguir à esquerda: o barril de bônus está no canto superior esquerdo.

Moeda DK: como aranha, vá para a 'esquerda e suba usando teias. Alihá um canhoneiro que joga barris Ientamente.Acima dele há um barril com um S. Encoste nele para mudar o tipo de barril e siga para a direita para pegar a moeda DK.

Fase 5:
Bônus 1: depois do marcaí¢or de meio de fase você se transformará em papagaio. Volte até um grupo de abelhas e entre no barril de bônus que está acima delas.

Bônus 2: entre no túnel parale:c à esquerda do túnel onde você encontrou a letra N. Mate a abelha verde usando o barril que voce trouxe e siga até o final.

Moeda DK: ao voltar à forma mr mal, você ganhará um barril. Leve-o para esquerda e derrote o jacaré.

Chefe: Kaos
Passe por baixo do inimigo rodando (pressione o botão Y) quando ele não estiver soltando jatos de fogo. Quando ele girar as lí¢minas, use-as como plataforma para pular em sua cabeça. Quando o capacete se desprender do corpo, desvie dos ataques de laser e espere outra oportunidade para acertá-Io. Você ganhará a outra pá do esqui. Como par nas mãos, vá até o Funky Rentals para ganhar um novo veículo, o Turbo Ski. Pressione Y para atravessar a cachoeira e acesse os outros mundos.


5° mundo: K3

Fase 1:
Bônus 1: após a letra K,você chegará ao topo de uma plataforma que tem uma corda acima e um barrilbomba à esquerda. Atraia o barril para a direita e pule por cima dele.Vá para a esquerda até encontrar umbarril, que o lançará para o bônus.

Bônus 2: depois do marcador de meio de fase você entrará num barril-seta. Após passar um grupo de três barris-bomba, você vai encontrar a letra N. Use Kiddy para jogar Dixie no canto superior direito. Passe pelo barril verde e entre no bônus.

Moeda DK: depois da letra O pegue o barril de ferro no topo do desfiladeiro. Com o barril na mão de Kiddy, pule e jogue-o para o canto superior direito. Depois, saia correndo por baixo para o jacaré apontar o escudo para o outro lado.


Fase 2:
Bônus 1: no iní­cio, entre no barril atirador e direcione-o para o canto inferior direito, para ser jogado para o barril de bônus.

Bônus 2: após a letra G, você en- contrará uma casa, uma seta de bananas e uma outra casa. Depois da seta, não pule por cima da casa: vá por baixo e pule a abelha verde.

Moeda DK: assim que saltar do carrinho de neve, você encontrará o barril: de ferro.Carregue-o para depois da bandeira final.

Fase 3:
Bônus 1: à esquerda da letra K há dois barris descendo uma cachoeira. Suba na plataforma da esquerda e use o barril que agora, está a sua direita para um salto longo para a direita. O barril de bônus está bem à direita.

Bônus 2: no final, volte e caia no primeiro buraco com Dixie. Gire'o cabelo dela para descer suavemente para a esquerda.

Moeda DK: depois da letra K, pule para a direita girando o cabelo de Dixie. Você cairá numa plataforma 'com um barril de ferro. Leve-o para a direita por trás da cachoeira e jogue-o para a direita para ele rebater. Saia correndo para a esquerda e pule por cima do jacaré.


Fase 4:
Bônus 1: depois de passar por um balde de produtos químicos, você verá dois porcos-espinhos e um jacaré saltitante. Suba usando teias para encontrar umas bananas no teto. O bônus está ali.

Bônus 2: após a letra N há um grupo de baldes com produtos químicos e duas abelhas vermelhas acima. Continue subindo até o canto esquerdo, protegido por outra abelha, para encontrar o bônus.

Moeda DK: assim que retornar à forma original, você ganhará um barril de ferro. Vá para a esquerda e derrote o jacaré.


Fase 5:
Bônus 1: há uma abelha vermelha bem 'acima, no iní­cio da fase. Use Kiddy para jogar Dixie por cima da abelha.

Bônus 2: depois da letra G, você encontrará uma casa com o barril de bônus na porta. Passe
por cima da casa e, quando tiver espaço, pule e corra para a esquerda.

Moeda DK: há um barril de ferro após a letra O. Jogueo para a esquerda para ele rebater na parede e seguir para a direita. Corra na frente do barril e pule por cima do jacaré.

Chefe: Bleak
Você terá que mirar no peito do boneco de neve. Quando ele estiver atrás, coloque o direcional para cima quando ele estiver na frente, direcione para baixo, fazen- do a mira descer. Desvie das bolas de neve que ele jogar e fique atento quando ele tirar a cartola: é nesta hora que ele arremessa bolas grandes. Você ganhará mais uma moeda bônus.


6° mundo: Razor Ridge

Fase 1:
Bônus 1: depois da quarta jacaré-helicóptero, a caminha vai se dividir. Siga em frente para encontrar uma abelha vermelha e uma verde, na parte de baixa da tela. Pegue a barril que está lago à frente e derrote a abelha verde com ele. Desça par ali até a final.

Bônus 2: há um jacaré-helicóptero na final da fase. Pule na cabeça dele para subir até a abertura da teta, à esquerda.Pule até chegar na barril de bônus.

Moeda DK: depois da barril de meia de fase há uma área com várias abelhas verdes girando. Passe par ali para encontrar a jacaré com a moeda DK e dois jacarés helicópteros na canta superior esquerda. Suba entre eles para encontrar a barril de ferra. Jogue a barril para a direita para liberar a caminha e desça novamente até a jacaré da moeda.


Fase 2:
Bônus 1: após a primeira troca de corda há umaárea grande com duas abelhas verdes girando ao redor da corda.Siga a trilha de bananas da direita para encontrar a barril de bônus.

Bônus 2: depois da marcadtlr de meia de fase, você passará P9r um desfiladeiro aberta com três abelhas verdes. Lago acima das abelhas há uma banana da lado direita. Pule em direção a ela para encontrar a barril de bônus.

Moeda DK: na última corda, suba pelo desfiladeiro da esquerda para pegar a barril de ferra. Jogue-o para a esquerda e caia para a direita. O jacaré será atingida, e é só passar para a esquerda para pegar a moeda.

Fase 3:
Bônus 1: na desfiladeiro, com duas conchas que a acompanham, derrote a terceira peixe vermelha. à € direita está a barril de bônus.

Bônus 2: depois da marcador de meia de fase você terá que descer par um penhasco acompanhando as ostras que se abrem e fecham. Quando a caminha se dividir, a letra G estará à esquerda, uma trilha de bananas à direita e, na centro, a barril de bônus, atrás de algumas ostras.

Moeda DK: no final da fase, pule para a esquerda para pegar a barril de ferro. Vá para a direita, suba na jacaré com a moeda e jogue a barril para a direita.

Fase 4:
Bônus 1: depois de pegar a elefante você cairá na água. Vá para a esquerda e pegue a letra N. Para entrar na bônus, basta saltar da elefante exatamente acima da letra N.

Bônus 2: pouca antes da placa de "proibida aranhas" há um barril que arremessa bamba. Suba acima dele usando teias para entrar no bônus.

Moeda DK: depois da placa de "proibida aranhas" e antes do final da fase, use Kiddy para arremessar Dixie na canto superior direito, ande há um desfiladeiro.Lá você encontrará um barril de ferro da lado esquerda e, da lado direita, a jacaré com a moeda. Pegue o barril, desça até a jacaré e jogue a barril por cima dele.

Fase 5:
Bônus 1: após subir a primeira desfiladeiro você enC().'" trará um barril TNT. Pegue-o e pule para a canta direiti: com ele para destruir a parede direita da desfiladeiro. :: bônus está da outra lado.

Bônus 2: leve a passarinho até a placa de "proibida pássaras".Ele se transformará na barril de bônus.

Moeda DK: depois da marcado r de meia de fase, Voc:E vai passar par um desfiladeiro com duas abelhas giran da em volta. Depois de passar, vai encontrar uma corda com uma abelha vermelha e uma verde girando em volta da vermelha. Depois delas há um conjunta de três
abelhas verdes. Caia bem na meia delas: lago abaixavocê encontrará a barril de ferra e a jacaré da DK.

Chefe: Barbos
O único chefe submarina da joga. Bata nas ostras vedes para que elas rebatam nas rasas que estão em volta da ostra-mãe. Quando ela estiver desprotegida, bata no centro dela. Em sua segunda forma ela atira conchas. Atraia-as em direção à s ostras rosa e, assim que elas ficarem amarelas, saia da frente, para elas se atingirem. Na terceira fase, desvie dos espinhos que ela joga e acerte a centro da ostramãe diversas vezes.Oprêmio é mais uma moeda bônus.

7° mundo: Kaos Kore

Fase 1:
Bônus 1 : após a letra K, você passará por uma plataforma com um barril verde. Vá para a direita e não pule por cima da corda: caia para encontrar o barril de bônus logo abaixo.

Bônus 2: após a letra N há um conjunto de cordas, das quais a de cima vai para a direita e a de baixo para a esquerda. Ali há uma abelha verde no final, e no próximo conjunto há duas abelhas girando em volta da corda.Use Kiddy para jogar Dixie na copa das árvores, onde há um barril de bônus.

Moeda DK: antes de puxar a corda do final da fase, vá para a esquerda para encontrar o barril de ferro e o jacaré DK. Jogue o barril para a direita lentamente e suba sobre o jacaré para derrotá-lo.

Fase 2:
Bonus 1: à esquerda da letra O há um barril-fantasma que o leva para cima e o deixa à direita do desfiladeiro. Gire e "pingue" no ar para chegar ao lado esquerdo. O bonus está ali.

Bônus 2: depois do marcador de meio de fase há uma abelha verde no teto da caverna. Use Kiddypara jogar Dixie por cima dessa abelha. Você se tornará uma aranha. Você subirá por um barril que tem duas abelhas vermelhas no caminho e um barril-fantasma no meio. Quando
chegar ao topo, vá para a esquerda e preste atenção no teto. Há uma parte cheia de barris-fantasmas.Escale o local para encontrar o barril de bônus.

Moeda DK: você encontrará um barril de ferro abaixo de uma abelha vermelha, com um
barril-fantasma do lado esquerdo. Jogue o barril por cima da abelha vermelha enquanto você estiver pulando para pegar o barril-fantasma, que será jogado à frente do barril. Ai é só pular o jacaré e pegar a DK.

Fase 3:
Bonus 1: desça pelo buraco cheio deágua abaixo da letra O.

Bonus 2: antes da letra G, voce verá o barril de bonus acima de um pedaço deágua com três barris flutuando. Faça um macaco subir nas costas do outro e jogue-se no barril de bônus.

Moeda DK: antes do marcador de meio de fase, você encontrara o jacaré com a DK.À esquerda, há dois pássaros voando. Fique parado embaixo do pássaro para que um raio o acerte. Você vai ganhar um barril. Use-o para derrotar o outro pássaro e ganhar um barril de ferro. Use o barril para ganhar a DK.

Fase 4:
Bônus 1: antes do marcador de meio de fase há um canhoneiro que atira barris de madeira. O barril-bônus está acima dele. Basta subir na corda e pular.

Bônus 2: depois da letra N, você encontrará um jacaré com escudo e um jacaré saltitante. Entre eles, há um bônus na parte de cima da tela. Coloque Kiddy acima do jacaré com escudo para arremessar Dixie no barril de bônus.

Moeda DK: o jacaré com a DKestá no meio do caminho, bombardeado por barris de madeira. Pule pelos barris para chegar ao outro lado. Use Dixie para pular na corda que está acima do canhoneiro e pule para a esquerda.Você atingirá um barril especial, que transforma os barris de madeira em barris de ferro. Aí, é só voltar para pegar o prêmio.

Fase 5:
Bônus 1: no iní­cio, siga até o final do cano. Você será obrigado a descer e ir para a esquerda. No final, vai encontrar um peixe vermelho e duas ostras. O barril de bônus está logo depois.

Bônus 2: antes do final da fase há dois peixes vermelhos com duas ostras. à € esquerda,
há três ostras subindo e descendo. Passe as três para encontrar um buraco com duas ostras descendo e subindo. Embaixo deles se encontra um barril de bônus.

Moeda DK: ao chegar ao final, volte para aágua e vá para a esquerda para encontrar outra abertura. com o jacaré e o barril de ferro. Suba no jacaré com o barril e pule, jogando o barril de ferro contra a parede da direita.

Chefe: Kaos
Primeira forma: passe por baixo do robô e jogue um barril na cabeça dele.Ele vai trocar de cabeça e começará a jogar bombas. Enquanto isso, passepor baixo dele e pegue outro barril para atirar em sua cabeça, até ele ser derrotado.Segunda forma: puxe as alavancas do teto para pegar barris e jogue-os nas costas de Kaos para descontrolar seu jato. Faça isso duas vezes. Depois, Kaos apertará um botão e transformará o cenário. Suba na plataforma da esquerda para não ser atingido pelo raio do chão e passe por ele, usando as alavancas do teto. Depois de puxar a última da esquerda, volte para pegar o barril que estará sobre a plataforma e jogue-o nas costas de Kaos. Faça isso duas vezes para ele se transformar novamente. A plataforma se moverá pra esquerda e mais uma plataforma surgirá. Suba na plataforma móvel e abaixe-se para não ser atingido. Puxe a alavanca e volte para pegar o barril que está na plataforma da direita. Atire o barril nas costas de Kaos duas vezes para ele mudar novamente. Para finalizar, suba nas plataformas para se esconder dos raios, e quando tiver oportunidade, pule na alavanca que estiver levantada para fazer cair um barril (não adianta fazer isso se o raio estiver para ser acionado, porque ele destrói o barril). Para saber se ele vai atirar, basta olhar debaixo da plataforma: a bola brilha antes do raio ser ativado.Atire o barril três vezes nas costas do bichão para derrotá-Io...somente por enquanto.

E tem mais...
Pensa que acabou? Ainda não! Percebeu um grupo de quatro pedras boiando ao lado de Mekanos? Com o Turbo Ski, gire rapidamente em volta das quatro pedras (três vezes) para um vulcão surgir. Esse é o mundo perdido de Krematoa. Aqui, você precisará de todas as moedas de bônus para poder acessar as fases. Para cada fase é preciso pagar 15 moedas de bônus para o urso Boomer (25 moedas antes da última fase). Após passar pelas cinco fases, você enfrentará K. Rool novamente - dessa vez, pra valer!

8° MUNDO: KREMATOA


Fase 1:
Bônus 1: no iní­cio da fase, use Kiddy para jogar Dixie no barril que está exatamente acima do iní­cio da fase.

Bônus 2: logo após o primeiro barril de bônus há um outro barril. Use Kiddy para jogar Dixie no barril.

Bônus 3: leve o passarinho a salvo até a placa de "proibido pássaros". Ele se transformará num barril de bônus.

Moeda DK: antes do final da fase, você encontrará o barril de ferro. Leve-o para depois do final da fase até encontrar o jacaré. Atire o barril por cima dele para derrotá-lo e pegar a DK.

Fase 2:
Bônus 1: no iní­cio da fase você vai pular alguns barris de ferro. Quando chegar à primeira plataforma você verá duas abelhas vermelhas a sua direita. Pule por cima delas e entre no barril de bônus.

Bônus 2: depois da letra G, você encontrará uma grandeárea aberta com uma plataforma de madeira, e logo acima, uma abelha vermelha que impede seu caminho. Suba na plataforma e pule para a direita, girando o cabelo de Dixie para chegar a um barril de bônus.

Moeda DK: depois da letra G há uma abelha vermelha impedindo o caminho. à € esquerda, há um barril de transformação.Transforme o barril em TNT e desça para ver a abelha ser destruída. Transforme o barril em ferro novamente e passe pela abertura que a abelha fechava. Do lado direito, você encontrará o jacaré e o barril de ferro.

Fase 3:
Bônus 1: passe por dois jacarés que correm, depois por dois que pulam. Ao chegar a uma plataforma com um jacaré rosa que morde, jogue Dixie (usando Kiddy) para alcançar uma banana no teto. Você se transformará em aranha. Vá até a placa de "proibido aranhas" e use a teia para chegar a uma banl:!na que está no teto.

Bônus 2: à esquerda da letra N há uma abertura no teto. Jogue Dixie (usando Kiddy) para encontrar um barril giratório. Jogue-se para cima e vá para a direita, até encontrar duas abelhas vermelhas e o barril de bônus em cima. Espere os jacarés saí­rem e jogue Dixie no barril de bonus.

Bonus 3: depois da bandeira do final há uma banana solitária pegue-a para ir ao bonus.

Moeda DK: antes da placa de proibido aranhas há duas aberturas à esquerda no teto, suba na da esquerda para encontrar o jacaré.Suba na cabeça do jacaré e atire teias para esquerda para fazer uma ponte para os barris acertá-lo.

Fase 4:
Bonus 1: após a letra K derrote uma abelha verde para entrar naárvore e desça para encontrar o bonus.

Bonus 2: pouco depois do primeiro bonus, há umaárvore que tem duas abelhas vermelhas voando em volta e no meio delas há uma banana, pegue-a.

Bonus 3: depois do meio de fase, voce entrará numaárvore a sua esquerda.Para subir, suba nos pica-paus que ficam na parede. Chegando ao topo,voce sairá e verá alguns pica-paus voando da esquerda para a direita.Use-os para chegar no canto superior esquerdo, onde está o bonus.

Moeda DK: depois de pegar o 2° bonus, voce sairá num lugar que logo depois há uma placa de proibido papagaios e ele se transformará em barril de ferro,suba na cabeça do jacaré e jogue o barril à esquerda.

Fase 5:
Moeda DK: está no final da fase, jogue o barril por cima do jacaré à esquerda.

Chefe: Knautilus (final)
Espere ele atirar o canhão, depois pegue o barril e jogue na tubulação no teto quando o inimigo estiver passando para acertá-lo, depois ele virá para o seu plano, pegue o barril e suba nas bolas da parede e acerte nas costas do inimigo 2 vezes e ele voltará para o outro plano. Repite o procedimento anterior e jogue o barril pela tubulação para ecerta-lo no inimigo mais duas vezes. Agora faça a mesma coisa mas agora com o chão em movimento, basta um acerto.Ele voltará para seu plano, espere o raio dos interruptores de baixo atingirem no barril,então pegue o barril e jogue nas costas do inimigo algumas vezes para destrui­-lo.Após derrotá-lo você receberá a última DK do jogo, depois vá ao Funky's para conseguir o girocóptero e então achar as últimas 3 cavernas dos banana birds. Essas 3 estão uma no canto inferior esquerdo do mapa principal, outra no canto superior esquerdo e a outra no superior direito.

Caverna dos banana birds:
Além das 3 citadas acima há outras mas de fácil acesso a única mais dificil é a do 7° mundo
onde há duas pedras, faça um "8" entre as duas pedrasno meio do lago segurando o botão Y.
Porém há outras que voce terá que usar itens para acessa-las, no mundo K3 voce ganha um
presente do urso se ir na casa dele, então troque-o com o urso do 3° mundo para ganhar uma bola de boliche, então vá para Mekanos e entre na casa do urso para ser jogado para a caverna. A outra voce terá que comprar o espelho no bar ao lado do Funky's e então troque-o pela chave inglesa no urso que vive ao lado do K3, então vá para o 6° mundo e use-a no teliférico quebrado ao norte do mundo.Outra voce terá que quebrar o recorde de tempo na 2° fase do 2° mundo, e então fale com o urso de lá para que ele se irrite, então no mapa revelará como chegar à caverna.Há banana birds que não estão em cavernas mas sim em gaiolas, compre a concha no bar e troque-a com o urso do 1° mundo pela banana bird. A outra primeiro você terá que passar o 6° mundo então vá até a casa do urso que fica do lado do 3° mundo e siga para cima para pegar uma flor para trocá-la pela banana bird com esse mesmo urso.No mundo K3 vá para esquerda da casa dourso para chegar à caverna.No 3° mundo siga reto o 1° lago até a parede para encontrar a caverna à direita do Funky's tem outra caverna à esquerda do bar na pequena prainha.No 1° mundo siga o norte e no lago e siga por debaixo das pontes.A última use o turo ski e vá bem a esquerda do bar e siga passando pela cachoeira.

105%
Um dos truques mais famosos permite ao jogador alcançar a porcentagem de 105%. Para isso, execute a seguinte combinação: na tela de seleção de jogo (na qual você escolhe um dos arquivos de gravação),pressione a seqüência: L, R, R, L, R, R, L, R, L, R. Um espaço para digitar um código irá aparecer. Escreva a palavra TUFST. Se estiver correto, você ouvirá um ruído. Daí­, é só iniciar um novo game. O jogo vai rolar sem nenhum barril marcador de fase, sem a maioria dos barris DK (mas você já inicia com os dois macacos) e com dificuldade ainda maior. Se conseguir terminar o game assim e coletar todos os Banana Birds, conseguirá 105% e verá, aí­ sim, o melhor final do jogo. Vai encarar?

Créditos Detonado: (hypertbn) - Fonte: Revista Nintendo World

Review: Leia Aqui!

terça-feira, 11 de maio de 2010

Lion King 'The

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/LionKingThe0000.jpg
Gênero: Aventura
Ano: 1994
Fabricante: Virgin/Disney
 http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/LionKingThe0001.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/LionKingThe0002.jpg

Como Simba,o jovem rei da selva,você enfrenta dez fases de ação/aventura,com alguns puzzles pelo caminho.A história segue o filme:Simba é exilado quando filhote por seu maldoso tio Scar,e ao jogadores o acompanha até se tornar um adulto e reclamar a coroa de Pride Rock.Cada fase é como um espelho das cenas do cinema,incluindo a corrida através do território dos elefantes,exílio de Simba e a batalha final contra Scar.

Os cenarios refletem a animação do cinema com belos gráficos bem coloridos e animados,cada fase está repleta de inimigos e obstáculos criativos.Além de Scar,Simba terá de combater todo elenco de vilões do filme:hienas,répteis,insetos e outras agruras da fauna e flora africana.Simba tem um repertório de movimentos para defender - mostra as garras,rola,rosna e morde como um autêntico felino.Os movimentos são fáceis de acionar,mas você estará sujeito a falhas ocasionais e saltos imprecisos.Outro ponto para se dar bem no jogo é ficar atento à barra de vida e ao Roar Meter.Para preenchê-los há muitos power-ups e vidas pela tela.Os besouros azuis fazem com que o nosso heroi vá para um estagio bônus com Timon e pumba.Nesta parte,você encontra uma infinidade de vidas,aproveite.O visual de Rei Leão faz com que o gamer acostumado a vida urbana se sinta nas savanas africanas.Os cenarios de fundo e a animação de sprites são o que se chama de serviço bem feito pelo pessoal da Virgin.A Disney entrou a sua tradição em animação e deu um show.O Simba adulto,em particular,se assemelha a um leão real com seus movimentos de luta.As canções do filme estão todas presentes numa das melhores trilhas sonoras já feitas para o Snes.Muito detalhes,como o som de batuques e vozes digitalizadas.
Mesmo com todo o visual excepcional,parte sonora e simples comandos o jogo se mostra difícil para iniciantes,justamente o publico que mais gosta desse tipo de jogos.Portanto,os caçulas estão sujeitos a entrar numa fria com Simba,a não ser que se trate de talento no joystick.



Download (rom em português): Clique Aqui!

domingo, 9 de maio de 2010

Toy Story

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/ToyStory0000.jpg
Gênero: Aventura
Ano: 1995
Fabricante: Traveller´s Tales

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/ToyStory0001.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/ToySrgertory00gte00.jpg

Começa a parceria Disney e Pixar

Toy Story foi o longe-metragem que iniciou a parceria da Disney com os estúdios da Pixar. É considerado também o primeiro filme feito 100% em animação computadorizada. Depois de Toy Story a Disney passou a fazer mais filmes em animação gráfica, até que finalmente, passaram a produzir somente filmes animados desses moldes. Pessoalmente, eu queria ver novamente aqueles longas feitos em desenho tradicional. Infelizmente, parece que a idéia foi abandonada de vez pela Disney.

Toy Story foi um longa de muito sucesso na história da Disney não apenas por usar animação gráfica, mas também por ter uma história divertida e cativante. Este é um filme que marcou bastante minha infância, mesmo que pareça meio infantil eu dizer isso atualmente, mas nunca perco uma oportunidade de rever este clássico.
Das telas de cinema para os vídeo games

É praticamente impossível a Disney lançar um longa que não seja um sucesso, com Toy Story não seria diferente. O sucesso do filme gerou revistas, álbuns de figurinhas, cadernos, brinquedos e é claro, um divertido game onde aqueles que se divertiram com o filme também iriam poder viver aquela divertida história no vídeo game. Toy Story foi lançado para Super Nintendo e Mega Drive.

O principal fato que fez com que Toy Story se tornasse tão popular foi o fato de usar uma história que sempre viveu na imaginação de qualquer criança. Não seria legal se nossos brinquedos tivessem vida própria para brincar conosco? E o que fariam se o tivessem?

História

Toy Story mostra o mundo dentro do quarto de um garoto de 6 anos chamado Andy. Como toda criança de 6 anos, Andy adora brincar com os seus brinquedos. De todos eles o seu favorito é um boneco de pano Caubói chamado Wood.

Quando Andy não esta presente, os seus brinquedos “ganham” vida e se divertem sem o garoto. Interessante é que os brinquedos de seu quarto vivem em uma espécie de comunidade e já que Wood é o favorito ele também é como se fosse o líder dos brinquedos. Wood tem uma vida feliz sendo o favorito de seu dono e o mais querido entre os demais brinquedos. Mas sua vida muda totalmente quando no seu sétimo aniversário, Andy ganha um boneco novo chamado Buzz Lightyear.

Enquanto Woody é um simples boneco de pano, Buzz é o boneco de um patrulheiro espacial dos mais avançados já feito. Logo, Andy tem Buzz como o seu novo brinquedo favorito, não só Andy se sente impressionado com Buzz, como também os demais brinquedos. Depois de um ataque de ciúmes, Wood se livra de Buzz e acabo sendo odiado pelos demais brinquedos de Andy. Agora, Wood terá que salvar Buzz para que deixe de ser odiado por seus amigos. Mas a tarefa é complicada, pois Wood tem apenas um dia para voltar para casa antes da mudança e terá que lidar com o problema de que Buzz não aceita o fato de que não passa de um brinquedo de criança.

Fiel ao filme

Toy Story ficou incrivelmente fiel ao filme. Todas as situações do longa foram retratadas de forma muito legal no jogo. Nas fases você fará coisa como guardar os brinquedos no baú, dirigir o carrinho de controle remoto de Andy, se aventurar no interior de uma maquina de pegar bonecos de pelúcia e até enfrentar Buzz em um combate muito divertido.

Além de fazer as mesmas coisas que acontecem no filme, você também vai interagir com os cativantes personagens como o Sr. Cabeça de Batata, o porquinho e Rex, que em minha opinião é o personagem mais hilário do filme.

Gráficos

Os gráficos são excelentes. A Traveller´s Tales recriou com perfeição os cenários do filme. Wood vai se aventurar no quarto de Andy, numa pizzaria, dentro de uma maquina de pegar brinquedos, e etc. Os efeitos de profundidade das fases ficaram realmente impressionantes, parece que você esta jogando o próprio filme.

Os personagens também trazem desenhos perfeitos e idênticos aos do longa metragem. Os detalhes ficaram tão bons que os desenhos dos personagens não são meros desenhos, realmente ficaram perfeitos até mesmo nas animações. Destaques para o Rex e o próprio Wood e a sua maneira de correr.

No intervalo de uma fase para outra a história do game é contada usando imagens tiradas do filme, deixando o jogo mais divertido e dinâmico.

Sons e trilha sonora

Os efeitos sonoros também ficaram muito legais. As vozes foram tiradas da versão americana do filme. Wood da gritos sempre que é atingido por um inimigo, na luta contra Buzz você pode escutá-lo dizer To infinity and beyond, e na fase onde você resgata os bonecos extraterrestres pode-se ouvi-los fazer sua saudação. Os sons do passo de Wood, dos brinquedos, tudo ficou de uma qualidade soberba.

As músicas são um show. São bem animadas no melhor clima alegre e infantil. A qualidade das músicas são muito boas, pois, são temas tocados em piano clássico. A trilha sonora é de um tremendo bom gosto. Na tela de apresentação do game ainda pode-se ouvir a música tema do filme que tenho certeza que muitas das crianças da época cantarolavam em casa.

Controles

Os controles de Toy Story são muito simples e fáceis. Wood pode pular e paralisar outros brinquedos usando a cordinha da sua costa. A mesma cordinha também pode ser usada para se engatar em ganchos e argolas e se balançar. Todos os comandos respondem de modo eficiente, não há atrasos neles.

Dificuldade

Toy Story não é muito difícil, mas também não chega a ser moleza. Nas primeiras fases é bem simples. Mas depois que o jogo passa a acontecer fora do quarto do Andy as fases vão ficando mais complicadas, mas nada que deixe o jogador doido de raiva. Em algumas fases você enfrenta alguns chefes, nada de muito difícil, mas também não será bico.

Mas para terminá-lo, você precisará de tempo, pois Toy Story traz um número muito grande de fases para serem completadas. Curiosamente, na versão Européia de Toy Story pode-se usar passwords, já na versão Americana não. Muito estranho!

Conclusão

Toy Story é um game bem simples, mas também muito viciante. Joguei muito este game no tempo em que o filme estava em alta. Não foi apenas o filme que marcou na minha infância, mas o jogo também foi muito querido. Qualquer fã do longa ou até mesmo fã dos games inspirados nos personagens Disney vão se viciar neste game.

Se você também curtiu o filme deseja reviver os momentos mais divertidos de Wood e Buzz, você pode assistir ao filme novamente ou jogar a aventura dos brinquedos mais queridos em seu Super Nintendo. Jogo 100% recomendado.




Créditos Review: Lipe Vasconcelos

Download: Clique Aqui!

New Retro Mario Bros.

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/42020793.png
Gênero: Aventura
Ano: 2009
Fabricante: Nintendo
Hacked: Mur
derdolldx
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/55184517.pnghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/26126865.png

New Retro Mario Bros não se trata de um jogo revolucionador com fases insanas, se trata de um Remake do clássico Super Mario Bros, o antigão! Com uma grata novidade, com os gráficos totalmente ripados do jogo para DS New Super Mario Bros.

O criador foi fiel ao jogo clássico tentando colocar todos os detalhes dele que ainda não existiam nas versões posteriores como não poder pegar um casco, uma mola, não poder voltar para trás, tudo para deixar o mais parecido o possível.

Mas como essa é uma Hack de Super Mario World é impossível fazer tudo igual, tanto que também contém o mapa do jogo, então como não há jeito de retirar, o criador tratou de fazer um mapa muito bom com belos gráficos.
Existem ainda alguns Bugs durante o jogo, e outros nos gráficos mas que não comprometem com sua diversão, menos um na fase 2-4 que você entra em um cano e ao invés de ser uma passagem secreta, te mandar para um Bonus Game que você é forçado a morrer. Tirando isso, nada mais.

Esse é concerteza um hack indispensável para os amantes de Super Mario Bros.




Créditos Review:

Download: Clique Aqui!

sábado, 8 de maio de 2010

Super Metroid Redesign

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/131SuperMetroidRedesign.png
Gênero: Ação
Ano: 2006
Fabricante: Nintendo

Hacked: Drewseph
http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/131screenshot3.pnghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/Metroid_Redesign.png

Super Metroid Redesign é exatamente isso, um remake do Super Metroid original feito por Drewseph e sua equipe. O original todo mundo conhece: um jogaço do Super Nintendo de 1996 que definiu um gênero de ação baseada na exploração de mapas gigantescos. Eu conheci e joguei. Bastante. E, particularmente, não gostei.

O redesign feito é, sem dúvidas, uma obra de muito trabalho com um resultado interessante. A idéia das novas botas de Wall-Jump foi algo inesperado, bem como a definição de paredes que podem ou não ser escaladas com tal habilidade. Também achei muito mais fácil utilizar o Wall Jump no estilo Redesign, até por sempre ter tido problemas no original.

Os inimigos estão mais fortes e, como o vídeo mostra, o exterior de Crateria foi aumentado e finalmente se parece com o queijo suíço que honra seu nome.




A física do jogo também foi alterada: agora Samus sofre com uma gravidade maior, caindo bem mais depressa que no original. Isso faz com que o clássico Bomb Jump tenha que ser reaprendido. Minhas queixas são quanto ao design tanto dos desafios, que são hercúleos desde o início do jogo e dos mapas, que seguem sempre uma abordagem “ioiô”.

“Como assim?” As áreas se resumem a ir até uma extremidade do mapa para pegar algum item que serve para ser usado em outra extremidade do mapa, onde você pega um segundo item que serve para ser usado em outra extremidade, onde você pega outro item que serve para que você consiga continuar além da área onde você pegou o primeiro item do exemplo. E esse vai-vém continua por tanto tempo no jogo que, em certo ponto, você deseja que tivessem colocado no jogo algum tipo de teletransportador ou item de viagem instantânea.

Se o mapa do original era grande, esse é gigantesco. E mais: também é confuso. Não acredita? Então dê uma olhada por si mesmo:


.
Grande parte da dificuldade do jogo fica por conta de passar muito mais tempo tentando descobrir “o que fazer” ao invés de “como fazê-lo“. É claro que existem cavernas por onde você precisará dominar, por exemplo, o pulo com bombas se quiser avançar – horas são extremamente gratificantes, diga-se de passagem -, mas correr por horas pela mesma área para descobrir que a saída está em um item escondido em espinhos, por trás de um pedaço de parede falsa é frustrante, pelo menos para mim: não há lógica, por mais escondida que seja, que te guie para a solução. Você simplesmente a descobre e pensa “Mas que raios isso tá fazendo aqui?!?”

Quanto aos design dos desafios, uma falha gravíssima é que não há uma clara progressão de dificuldade: fiquei horas agarrado no jogo pois fui obrigado a correr por uma região de alta temperatura sem a Varia Suit (aquela que te protege do dano de alta temperatura) só porque ela estava do outro lado de tal área. O desafio teria sido perfeito se, em algum outro ponto do jogo, eu tivesse passado por algo parecido, porém mais fácil. Ou então se houvesse regiões de “checkpoint” com dificuldade progressiva. O instinto de procurar por um caminho mais lógico faz com que, por várias vezes, quando no caminho certo, você pense “o caminho DEFINITIVAMENTE não é por aqui “.

Não é à toa que Super Metroid Redesign é tido como um dos mais difíceis hacks de jogos que você pode encontrar pela internet: é talvez o mais próximo que um jogo normal pode ir antes de cruzar a fronteira da morte súbita.

Minha dica é: faça o download e tire suas próprias conclusões. As minhas são essas mas, apesar de tudo, ainda é o Super Metroid. Uma coisa é certa: não se preocupe em terminá-lo ou ir muito longe sem um passo-a-passo (ou walkthrough). A não ser, claro, que você goste de desafios como esse e tenha tempo livre… Muito tempo livre…


Créditos Review: Tiago Frossard

Download: Clique Aqui!

Tetris Attack

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/TetrisAttack0000.jpg
Gênero: Puzzle
Ano: 1996
Fabricante: Nintendo

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/TetrisAttack0001.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/TetrisAttack0002.jpg

Na época áurea do Snes, a Nintendo mostrava que tinha duas coisas de sobra que hoje em dia não andam faltando um pouco: Competência e criatividade. Tanto na manutenção e criação de consoles, quanto na criação de games ,a Nintendo mostrava muito destas duas qualidades, tanto que, a Sega suava muito para tentar alcançar, porém nunca conseguiu.

Era notável a capacidade de criação de games da Nintendo para o Snes, games como Donkey Kong, Super Mario, F-Zero, Super Metroid entre tantos outros são ícones inquestionáveis do mundo videogamelístico. Prova disto é que a Nintendo não cansa de fazer versões destes sucessos para suas atuais plataformas: Game Cube, GBA e o atual Nintendo DS (na verdade a Nintendo se sustenta destes sucessos antigos mas…).

Entretanto, existia um game em especial da Nintendo que, infelizmente nunca é colocado na lista dos grandes games da empresa, mas que sem sombra de duvidas era o mais viciante e divertido game do Snes: Tetris Attack.

Com uma simples, mas extremamente funcional jogabilidade, Tetris Attack nunca mais sairá da mente daqueles que o jogaram e com certeza, aqueles que o jogaram eram, são e sempre serão viciados convictos do game.

Derivado dos “produtos Mario e cia”, Tetris Attack tem com o personagem principal Yoshi, o “cavalinho linguarudo” de Mario em Super Mario Bros e como vilão, Browser, o eterno vilão de Mario, mas as semelhanças entre qualquer game de Mario e Tetris Attack acabam ai.

Muito da viciabilidade de Tetris Attack se da por sua simples jogabilidade, baseada em somente dois botões, alem dos direcionais, é claro. No game, existe a tela principal de jogo, e nesta os “bloquinhos” vão subindo na seguinte ordem, verticalmente de um em um e horizontalmente de seis em seis, sendo que a velocidade em que sobem vai aumentando de acordo com o nível de dificuldade e em certos eventos de acordo com o tempo de batalha. Cada bloco tem uma cor diferente e também a quantidade de cores, ou seja, de diferentes tipos de blocos varia com o nível de dificuldade selecionado.

Começada a partida, o jogador pode de maneira efetiva executas apenas três ações distintas: Com L ou R subir a tela mais rápido que o regular, mover um cursor na tela para mudar a ordem das pecas e com o botão A, mudar as peças selecionadas. Tal cursor funciona da seguinte maneira, ele engloba dois blocos, um do lado do outro, e pressionando o botão A as peças são invertidas de lugar.

Somente lendo como se opera no game, parece que o mesmo é bobo, vago, ou então complicado demais certo? Se você pensou assim, lhe convido a uma partida lá em casa e assim que começar a jogar vai mudar de idéia.

É claro que eu poderia aqui exibir e explicar como funcionam todas as opções de jogo, os tutoriais do game e o diabo a quatro…, mas vou me ater a expor o que realmente vale a pena no game e o que deixou todo mundo que o jogou viciado ate o fio de cabelo, o modo multiplayer.

No modo multiplayer, os jogadores selecionam primeiro entre os personagens do jogo (treze no total, sendo quatro chefes) e a partir daí a batalha começa, um jogador em cada tela de jogo (o que não atrapalha em nada, mesmo sendo duas telas de jogo na mesma TV), vencendo quem fizer o adversário se entupir de blocos primeiro. Para tal se pode realizar duas ações, que em conjunto, se tornam destruidoras para seu adversário.

A primeira é destruir os blocos de sua tela para ir esvaziando a mesma, para isso basta ir mexendo na ordem dos blocos ate juntar no mínimo três de mesma cor, não importando se for na horizontal ou na vertical, entretanto, se juntar quatro ou mais blocos de mesma cor em sua tela, você jogará em seu adversário, blocos uniformemente coloridos que irão ajudar a encher a tela dele. É possível quebrar estes blocos, basta juntar três ou mais de seus bloquinhos para transformar estes blocos jogados em você, em bloquinhos que poderão ser manipulados pelo jogador e novamente ser utilizados para bombardear a tela do adversário. Este efeito dominó “toma lá da cá” é o verdadeiro charme do game.

Com tempo de jogo, você consegue criar verdadeiros “tijolos” gigantescos para mandar em seu adversário e ele é que se vire para sair dessa, mas cuidado, pois se ele sair, provavelmente vai lhe mandar o dobro de tudo que você mandou nele e assim vai.

Sei que novamente, apenas lendo tudo parece complicado demais, ou bobo em demasia, mas novamente lhes digo que este game, na pratica, é a coisa mais viciante da Terra, ele é tão viciante que tenho certeza que, pessoas que na época se viciaram neste game, durante alguns dias tinham até dificuldade de dormir porque assim que fechavam os olhos viam aqueles malditos bloquinhos e começavam a jogar mentalmente o jogo (não é exagero, aqui quem vos fala sofreu deste mal).

Além de tudo isso, a musica do game também foi trabalhada com muito cuidado, durante a batalha regular, a musica é calma e bem gostosa de ouvir, parece até que foi feita para o jogador se esquecer da batalha, mas quando um dois dos jogadores está para perder, a musica se torna mais agitada, quase que mandando o jogador acordar para realidade. Todo esse trabalho musical se encaixa como uma luva no game e ajuda muito para torna-lo tão viciante quanto é.

O visual do game não é nada demais, mesmo porque o estilo do jogo não permite muito neste aspecto, podendo destacar a diversidade de personagens, um bem diferente do outro, e o design da tela de batalha que ficou muito bem trabalhada e colorida.

Enfim, sei que este é um game muito difícil para se traduzir em palavras, é praticamente impossível descrever a orgia de coisas que acontecem na tela ao mesmo tempo. O que pode ser garantido é que Tetris Attack é um dos games mais divertidos já criados para qualquer console da face da Terra e que é aconselhável para que qualquer pessoa, não importando sua idade, jogue, afinal, é mais um jogo com a marca e qualidade insuperável (naquela época) Nintendo.




Créditos Review: Kadaj

Download: Clique Aqui!

F-Zero

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/F-Zero0000.jpg
Gênero: Corrida
Ano: 1990/1991
Fabricante: Nintendo

http://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/F-Zero0f000.jpghttp://i236.photobucket.com/albums/ff289/diegoshark/blogsnes/F-Zero0001.jpg

No futuro as corridas serão bem mais velozes…

Lançado em 1991, logo no início de vida do Super NES, o jogo de corrida F-Zero logo se tornaria um dos games mais populares do console de 16 bits da Nintendo. O grande diferencial de F-Zero em relação aos outros jogos de seu gênero, era que o mesmo era ambientado em um futuro distante, onde os carros de corridas não usam pneus, pois literalmente voam na pista, chegando a atingir velocidades incríveis de mais de 400 km/h! Com certeza a Fórmula 1 na época em que se passa F-Zero não existe mais, pois já não teria a menor graça.

Escolha seu carro!

Em F-Zero o jogador pode escolher entre 4 tipos de carros: Blue Falcon, Golden Fox, Wild Goose e Fire Stingray. Cada um deles possui suas características, seus prós e contras. O carro Fire Stingray, por exemplo, é o que consegue atingir a maior velocidade e é também o que possui maior resistência a batidas, pois seu nível de poder é o maior entre os 4 carros do jogo, mas em compensação ele também é o mais pesado, e portanto o mais complicado para se fazer as curvas. O ideal é o jogador antes testar cada um dos carros disponíveis, para ver qual deles se encaixa melhor na sua maneira de jogar.

Teste os carros no modo “Practice”!

Se um jogador é novato em F-Zero, o ideal é começar conhecendo o jogo pelo modo Practice, onde ele poderá testar cada um dos carros do jogo, e ir também se acostumando com o traçado de 7 pistas diferentes, que podem ser escolhidas livremente pelo jogador. Neste modo pode escolher até mesmo jogar em uma pista sozinho, para assim conhecê-la com mais tranquilidade, sem ter que ficar se preocupando com um carro rival.

Três ligas diferentes!

Após o jogador descobrir qual dos carros ele julga como sendo o melhor, e já estar totalmente por dentro dos controles e comandos do jogo, será a hora dele partir com tudo para as corridas de verdade! No modo Grand Prix ele poderá escolher livremente entre 3 ligas: Knight League, Queen League e King League. Mesmo o jogo dando essa liberdade para o jogador o mesmo deve ter em mente que as três seguem um nível de dificuldade crescente, sendo a Knight League a que possui as pistas mais fáceis e a King League as mais difíceis. Em ambas as ligas são 5 pistas para correr, sendo que em todas elas a primeira sempre será uma versão diferente da pista Mute City.

O poder dos carros!

Carros hyper-velozes como os de F-Zero não poderiam ter como combustível algo ineficaz como a nossa gasolina. Aqui a energia que faz os carros voarem nas pistas é chamado simplesmente de poder (power), e ao contrário da gasolina não vai se esgotando a medida que vai sendo usado. O poder de cada carro é realmente infinito quanto ao uso dele para unicamente fazer com que o carro funcione, mas o mesmo vai sendo diminuído a medida que o jogador choca-se com os outros carros, e também com as laterais e obtáculos que as pistas possuem. Durante as corridas será visível no alto da tela uma barra de energia com a palavra “Power” na frente. Esta é a barra que indica quanto poder o carro possui. Se a barra de poder chegar a zero, o carro explodirá, fazendo então que a corrida termine mais cedo e de uma forma nada agradável para o jogador. Para recuperar a energia perdida, toda pista possui uma área de reabastecimento, onde basta o jogador manter seu carro sobre ela para fazer vir dos céus uma espécie de espaçonave que recarrega a barra de poder aos poucos.

Gráficos

Os gráficos de F-Zero são simples mas muito bonitos! Cada pista possui seus detalhes a serem observados por quem joga, e cada uma delas se passa em um tipo de área diferente, fazendo com que os cenários não sejam cansativos. O design dos carros ficou bem legal, sendo que eles mais se parecem com naves espaciais do que meros carros de corrida. Se o futuro reservar para a humanidade carros tão estilosos como os de F-Zero, isso era algo que eu gostaria de ver, pena que eu acredito que não irei viver tanto quanto uma Dercy Gonçalves por exemplo. As cores do jogo foram muito bem usadas, principalmente em relação as pistas, que ficaram bem diferentes uma das outras principalmente pelo uso inteligente deste fator.

Efeitos e Trilha Sonora

Os efeitos sonoros são excelentes, e bem gostosos de se ouvir! O barulho do motor do carro, por exemplo, é contagiante, podendo fazer o jogador querer acelerar sem parar e esquecer de freiar nas curvas! Tudo foi feito com o devido cuidado, sendo que não há um só efeito que pode ser considerado como ruim. Mérito da equipe que cuidou da parte sonora do jogo, e que conseguiu com maestria e bom gosto, criar sons bacanas e bem originais, pois grande parte deles não existem em nossa realidade! Fazer efeitos sonoros para um jogo de Fórmula 1, por exemplo, é bem mais fácil, pois bastar pegar os sons característicos deste tipo de corrida e colocá-los no jogo. Agora ter que bolar efeitos futurísticos e deixá-los agradáveis para quem os ouve, realmente não é uma tarefa das mais fáceis, e isso a equipe de F-Zero conseguiu fazer muito bem!

As músicas que compõem a trilha sonora de F-Zero são muito boas, cada qual passando um determinado clima para o jogador, sendo que a maioria são bem empolgantes. Mas dentre todas, uma música realmente conseguiu se destacar: trata-se do tema da pista de Mute City, uma música realmente grudenta, e que muitos jogadores até hoje não conseguem esquecer sua melodia! Basta fazer alguma referência ao nome F-Zero para que imediatamente este tema venha a mente, algo realmente incrível! O tema deu tanto certo, que já apareceu em outros jogos posteriores da franquia, e de forma merecida, pois trata-se de uma música realmente empolgante, bacana e inesquecível!

Jogabilidade

A jogabilidade é simples, com comandos básicos que são encontrados em qualquer game do gênero, como acelerar, freiar, usar o turbo, etc. Nada complicado para aqueles que curtem um bom jogo de corrida. Até mesmo os botões R e L tem funções no jogo, sendo que eles são bem úteis para ajudar a fazer as curvas com mais precisão ou então tentar fechar um adversário que está a ponto de ultrapassá-lo. Não há do que reclamar dos controles do jogo, pois são realmente muito bons.

Dificuldade

A dificuldade do jogo varia de acordo com a liga escolhida pelo jogador, e também de acordo com nível (class) que ele determina antes de começar a correr, sendo que existem três: beginner, standard e expert. Ou seja, o nível de dificuldade do jogo pode ser alterado e adequado pelo jogador de várias maneiras. Mas mesmo no modo mais fácil o jogo não é moleza, exigindo uma boa habilidade do jogador com os controles e também um bom conhecimento do traçado das pistas, mas nada que a prática não resolva. A Nintendo foi feliz em permitir que o jogo tenha até três níveis de dificuldade, pois isso acabou fazendo o mesmo mais “durável”. Jogadores mais habilidosos, que bateram todos os recordes nos modos beginner e standard, teriam um grande desafio pela frente no modo expert.

Conclusão

F-Zero foi sucesso praticamente absoluto entre os donos de um Super NES na época em que foi lançado! E por causa de todo esse sucesso, não era preciso nem ser vidente para adivinhar que posteriormente seriam lançados diversos jogos trazendo o universo de F-Zero para os mais variados consoles da Nintendo. Nascia assim mais uma bela franquia, mas cujo primeiro jogo ficaria marcado para sempre na memória daqueles que até hojem não conseguem esquecer o clássico tema de Mute City.




Créditos Review: André Breder

Download: Clique Aqui!